Na palma das mães: projeto leva empreendedorismo para mães no interior do AM

Empoderamento feminino e o empoderamento materno” será levado, por meio da economia criativa, às mães do município de Beruri, interior do Amazonas, no dia 16 e terá a duração de três dias

*Assessoria de Comunicação

“Filhos costumam parir grandes empreendedoras”, frase usada por quem sentiu na pele o impulso para o empreendedorismo com o início da maternidade. Com o intuito de capacitar mães do interior do Amazonas o projeto “ Ecomãe: Economia criativa na palma das mães” leva no dia 16 de dezembro o projeto de empreendedorismo para Beruri (AM), que terá a duração de três dias.

A iniciativa é da gestora e produtora cultural, pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Mabrini Muniz, que busca ajudar mulheres, que são mães, a se reinventarem por meio da economia criativa.

”Busco mostrar possibilidades de conciliar os afazeres da maternidade e o empreendedorismo, mães são os seres humanos mais fortes e capazes que existem e juntas podemos semear e transformar esse mundo”, explica a idealizadora do projeto, que também é empreendedora e graduada em Teatro pela UEA.



Mabrini Muniz – coordenadora do projeto ‘Ecomãe’, é produtora cultural, pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

De acordo com Muniz, a equipe que realizará o projeto é composta integralmente por profissionais mães ou mulheres, para que as participantes das oficinas possam se identificar e quererem ocupar o protagonismo feminino nas mais variadas esferas, inclusive no empreendedorismo, que é o objetivo da capacitação.

“Já fui em Beruri algumas vezes, uma cidade bem acolhedora, e que de cara, percebemos à efervescência empreendedora da região, e também sabemos as lutas e reivindicações que as mulheres do município vêm buscando ao longo dos anos para conquistarem mais espaço”, comenta a gestora cultural.

O projeto foi contemplado pelo “Programa Cultura Criativa – 2020/Lei Aldir Blanc – Prêmio Encontro das Artes” do Governo do Estado do Amazonas, com o apoio do Governo Federal – Ministério do Turismo – Secretaria Especial da Cultura, Fundo Nacional de Cultura.

Oficinas

O projeto “ Ecomãe: Economia criativa na palma das mães” vai acontecer no dia 16 a 19 de dezembro de forma presencial e seguindo todos os protocolos de segurança da Covid-19. Serão beneficiadas 30 participantes que contarão com todo suporte e apoio necessário.

Carga horária: 8h Duas turmas de até 15 participantes. Turma 1 – 8h às 12h, sábado e domingo. Turma 2 – 14h às 17h, sábado e domingo No fim do segundo dia será a entrega dos certificados.

As oficinas serão ministras por: Alicia Castro, Lane Farias e Mabrini Muniz com a coordenação pedagógica de Ana Claúdia; a assessoria de comunicação de Fernanda Farias; e tem o apoio de produção de Rosana Baré.

Inscrições

Para participar é preciso ter mais de 18 anos, ser mãe e residir em Beruri. A formação é gratuita destinada à mulheres que conciliam a maternidade e os negócios ou tem interesse em começar a empreender.

As inscrições evem ser realizadas no CRAS Beruri, local onde vai acontecer a capacitação, com a coordenação ou a assistente social. Local: RuaJosé Berlamino de Amorim, bairro São Pedro

Ao todo, a capacitação conta com 4 aulas que estimulam as participantes a refletirem sobre empreendedorismo e criatividade, a transformação de ideias em negócios rentáveis, pesquisa de mercado, levantamento de custos, Instagram para negócios maternos, plano de ação e ainda gestão de tempo e maternidade.

Author: fernanda.kathariny

Share This Post On
468 ad