Sick muse

Fica longe. Não vem interromper a canção tocando na minha cabeça com palavras vazias. Onde está todo aquele sentimento que você derramava em mim agora? Ainda sou eu em quem você pensa quando não consegue dormir? O teu olhar sempre tão ávido na minha direção se perdeu em outro rosto.

11016694_1554455778153679_926846026_n

Rápido demais. Esqueceu de mim tão fácil.  E eu querendo ser amada por um poeta, que me fizesse imortal nas suas palavras. Espero assombrar teus sonhos. Que você procure na rua quem foi que passou e deixou um cheiro que parecia o meu. Ainda assim vou dançar nas festas te imaginando observando de algum canto e queimar todas as fotos junto com o teu sorriso.

As palavras que você sussurrou no escuro pra mim ainda ecoam. Pensa em mim, lembra da nossa primeira noite, lembra dos beijos que eu não cansava de te dar. Lembra também da expressão no meu rosto quando nossos corpos queimavam, que não deixava você aguentar mais um pouco. E toda a bagunça da minha cabeça que só te fazia me querer ainda mais. Te dei abraços que duraram mais do que a saudade que você dizia sempre sentir.

Devagar meu afeto esmorece. As horas iguais no relógio já não me dizem nada. Eu esperava mais. Eu esperava. Mas conjurar solidão é só o que eu faço. Feitiço que só funciona quando não tem ninguém mais olhando. Tinha acesso irrestrito ao meu corpo mas não me abraçava na hora de dormir. Nem meu ceticismo me livrou do nó na garganta quando pensei em ti entre outras pernas.

Vai lá ser feliz, não sei fazer isso não. Sou só esse encanto temporário, o vento forte que derruba as folhas das árvores, bate as portas e janelas, te dá uma e outra história pra contar. Uso papel e lápis no meu exorcismo, volto em cada cama onde passei uma noite ou algumas horas, abro gavetas onde não deveria mexer. É pra arder, é pra sangrar, quero que saia pelos poros como o suor frio de uma febre.

 

Author: Ells

Share This Post On
468 ad