Selva Madre – Instrumental à moda da casa

Seguir a premissa que diz que na falta de um bom vocalista melhor mesmo é assumir o som instrumental tem sido ultimamente muito bem empregada. O mais recente exemplo é a banda Selva Madre que ainda no terceiro mês de vida já apresenta um repertório autoral de qualidade recheado de um som envolvente e pra lá de dançante. O aparecimento de bandas instrumentais tem ganhado maior espaço no cenário amazônico e o resultado disso tem sido no aumento do destaque do estilo e o que tudo indica mais fãs. Com um conteúdo hipnotizante a ponto de não deixar ninguém parado, o power trio que compõe a Selva Madre é formado por Agostinho Guerreiro (ex-Adesão/Ayahuasca) na guitarra, o baixista Eduardo Nogueira (ex-Quiker/Tattva) e Bruno Prates (ex-Ayahuasca) na bateria. De metal à reggae, do hardcore ao ska, a mistura de influências convergiu num som que vai de blues à mais chorosa guitarrada paraense. A proposta é fazer o som do Brasil, quem conta isso é o baixista Eduardo Nogueira, “temos um leque bem grande de vertentes que possam intercalar com a nossa principal proposta. É como a ideia de sermos um trio, que geralmente tem um padrão preso ao punk, grounge ou hardcore e decidimos mudar e fazer um som que nos agrade acima de tudo”, explica. 1973507_621429177911504_1460348539_o A banda associou ao som, músicas do guitarrista nortista “Barata”, como “Fim de Festa” que também foi gravada por Felipe Cordeiro. De acordo com Eduardo, as referências musicais vão do beiradão ao rock progressivo, “Nós temos como referencia desde Manoel Cordeiro, Mestre Vieira, Barata, até os frevos pernambucanos e as psicodelias de Pink Floyd, Yes, entre outros”, explica. Para uma das primeiras apresentações, o trio escolheu o encantador clima de domingo que acompanhados de um inspirador pôr-do-sol do Aomirante Bar. O show também contou com a participação do também ex-integrante da banda Ayahuasca DaLua na música Funk do Tiro Certeiro”, única canção com vocal da apresentação. Selva Madre está em estúdio, finalizando a pré-produção do primeiro EP que terá cinco musicais autorais. Sem pressa porém sem perder tempo, o que tudo indica que até o final do ano, os amantes e novos conhecedores da música instrumental terão mais um produto legítimo do Amazonas. O telefone de contato é 8120-0478 e outras informações sobre a banda pode ser adquirida pelo facebook fb.com/SelvaMadre.AM. Fotos: Nathana Vasques
Redação

Author: Redação

Share This Post On
468 ad
  • Carol Luna

    Quebra tudo Selva Maaaadre! ♡

  • Tarô Kawada

    Normalmente não gosto de nenhum som que ouço pelas ruas de Manaus, mas Selva Madre realmente me surpreendeu, só tive uma oportunidade até agora de ouvi-los, mas desde a primeira vez já me tornei fã, SUCESSO ao trio! aguardo ansioso pelo EP