NÓX Sintomas e Processos inaugura amanhã
ago27

NÓX Sintomas e Processos inaugura amanhã

Exposição apresenta 14 artistas e vai estar em cartaz a partir de amanhã (28) É com a exposição “NÓX Sintomas e Processos” que a Galeria do Largo dá início às comemorações de 15 anos do espaço administrado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, que compõe o circuito cultural do Largo de São Sebastião, no Centro de Manaus. A abertura será nesta sexta-feira (28/08), às 17h, e apresenta trabalhos de 14 artistas: Adroaldo Pereira, Árvores do Asfalto, Bruno Kelly, Casa de Sananga, Darlan Guedes, Dermison Salgado, Fabiano Barros, Helen Rossy, Ítalo Alus, Jorge Liu, Thaizis, Romahs, Roosivelt Pinheiro e Odacy Oliveira, com curadoria de Cristovão Coutinho. O secretário Marcos Apolo Muniz destaca que a mostra, que nasce num momento de ressignificação das artes e da vida, também apresenta o novo olhar dos artistas para o mundo e a forma de se relacionar com ele, o que possibilita aos espectadores, além do valor estético, momentos de reflexão. “Nossa proposta é reunir nomes já consagrados e novos talentos que despontam na cena do estado para apresentar um panorama atual das artes visuais no Amazonas e celebrar a Galeria do Largo, que tem como característica agregar as mais diversas linguagens artísticas contemporâneas”, comenta o titular da pasta de Cultura e Economia Criativa. Para o curador, Cristovão Coutinho, instalações, fotografias, objetos, impressões pinturas, grafites, desenhos, estudo grafite, stencil, vídeo, performance e dança vão ocupar o espaço na galeria como cúmplice artístico de estratégias e operações com discursos sobre corpo, lugar social, deslocamento de lugares, violência social, ambiente amazônico e outras estruturas de convívio. Ele explica que, ao longo do processo de escolhas de artistas e obras, a diversidade de identidades e linguagens foi o primordial para estabelecermos o que hoje conceituamos como arte contemporânea. “São 14 artistas que trabalham em zonas de diferentes expressões e nas suas representações, que agregam a diversidade de potências e amplificam a liberdade de maneirismos do fazer e não institucionalizam o modus operandi”, explica. “Adroaldo Pereira, Bruno Kelly, Casa de Sananga e Dermison Salgado tratam de ‘identidades’. O grupo Árvores do Asfalto, Helen Rossy, Romahs e Roosivelt Pinheiro se contêm em ambientes e revitalização, memória e paisagens fluxas. Os artistas Fabiano Barros e Odacy Oliveira usam o corpo como impressão de registros discursivos performáticos como gesto político, e os trabalhos de Ítalo Alus, Jorge Liu, Thaizis e Darlan Guedes tratam das Letras, da natureza feminina, urbana e ressignificações”. Funcionamento – A Galeria do Largo está aberta ao público das 15h às 20h, de terça a domingo, com entrada gratuita. Não é necessário agendamento prévio para o espaço; no entanto, as visitas devem...

Leia Mais
Festivais no Amazonas e os impactos da Covid-19
Maio27

Festivais no Amazonas e os impactos da Covid-19

Festival Até o Tucupi convida nesta quinta (28) festivais amazonenses para debate online, que reflete as produções em tempos de coronavírus e isolamento social. O Festival Até o Tucupi de Artes Integradas, que em 2020 completa 14 anos de realização ininterrupta, provoca o debate Festivais no Amazonas e os Impactos da Covid-19, com produtores de Festivais do Estado do Amazonas, para refletirem o cenário artístico-cultural no contexto de pandemia, medidas restritivas e seus impactos nessa cadeia produtiva. O debate acontece nesta quinta-feira,  28 de maio de 2020, às 19h e terá transmissão ao vivo no Facebook e YouTube do Coletivo Difusão. Os festivais, feiras e festas no país que já não cancelaram/adiaram suas edições, no mínimo estão repensando seus formatos, até realizando suas programações em formato on-line. De acordo com um levantamento feito pelo DATA SIM em março de 2020, 536 empresas ouvidas pela pesquisa reportaram o adiamento ou cancelamento de mais de 8 mil eventos de música ao vivo em 21 estados do Brasil. Se os resultados fossem projetados para todas as 62 mil MEIs da “música ao vivo” (empresas individuais de “Produção” e “Sonorização e Iluminação”), os prejuízos seriam de R$ 3 bilhões afetando um milhão de trabalhadores.  Outro ponto em análise se configura na aprovação da PL 1075/2020, Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, aprovada nesta terça-feira (26) na Câmara dos Deputados e que agora segue para o Senado Federal. A proposta visa destinar uma ajuda ao setor cultural durante a crise da pandemia de R$ 3 bilhões. Se a proposta for aprovada o recurso será repassado pelo Governo Federal, em até 15 dias da publicação da Lei, aos estados, municípios e ao Distrito Federal, destinada aos fundos de cultura e aplicados na renda mensal para trabalhadores do setor.  Para debater os impactos da Covid-19 e do isolamento social na realização de festivais foram convidadas representantes do Festival de Parintins: Lydia Lucia, Boi Bumbá Garantido e Ericky Nakanome, do Boi Bumbá Caprichoso. Além de produtores como: Elisa Maia, Festival Somas; Paulo Trindade, Festival Até o Tucupi; Diego Bauer, Olhar do Norte; Ana Oliveira, Potência das Artes do Norte; Márcia Novo, Tarumã Alive; Laelia Nogueira, Feira Urbana de Alternativas. A mediação com convidados será conduzida pela produtora Michelle Andrews, com apoio na mediação de comentários de Adelon Murari e Pedro Cacheado, onde o público pode interagir nos chats com perguntas e comentários aos convidados e mediadores. O Coletivo Difusão assina a realização da atividade. A organização cultural fomenta cultura e atua na integração entre as manifestações artísticas independentes nas ações e projetos que executa. Sobre o Festival Até o Tucupi O Festival Até o Tucupi de Artes...

Leia Mais
Hoje tem Bloco do Cauxi Eletrizado
fev24

Hoje tem Bloco do Cauxi Eletrizado

O bloco volta para pista da Assinpa com atrações como DJ Carol Amaral, Bateria da Reino Unido, Wanderley Andrade e Banda Oficial Bloco tradicional na cidade, o Cauxi Eletrizado será um dos destaques da Segundona de Carnaval (24/2), quando volta para a pista da Assinpa (Associação dos Servidores do Inpa – Rua da Lua, Morada do Sol, Aleixo), com atrações como Wanderley Andrade, DJ Carol Amaral e bateria da Reino Unido e a Banda Oficial, formada por músicos da Alaídenegão, Cabocrioulo e Os Tucumanus. Os ingressos estarão à venda na bilheteria por R$ 30. Com o tema Brega Tropical e decoração assinada por Adroaldo Pereira, o evento contará, na estrutura, com área de alimentação, Espaço Kids e a com o lançamento da Estação Cauxi. A festa terá ainda a apresentação do artista Ícaro Pimentas Regionais e Make Express com Rakel Caminha e Érika Guedes. “A Estação Cauxi é a novidade desta edição, um complexo que será o ponto de encontro da noite, preparado especialmente para o público produzir fotos para as redes sociais, retocar a make e descansar durante a festa”, afirma Davi Escobar, um dos fundadores do bloco, vocalista e guitarrista da Alaídenegão. “Cada detalhe foi pensando para proporcionar ao público a melhor experiência, essa conexão desde a primeira edição do bloco faz toda a diferença”. Um dos pontos altos da festa também é o tradicional concurso de fantasias, onde os foliões mais criativos concorrem a prêmios como baldes com cerveja e a melhor fantasia é escolhida pelo público. O vencedor ganhará três baldes com cerveja, o segundo lugar terá direito a dois baldes enquanto o terceiro colocado levará um balde como prêmio. Programação – A DJ Carol Amaral, que estreia no Cauxi Eletrizado, abrirá a festa, às 16h, e também comandará os intervalos entre as bandas, com um set composto de música brasileira. “Gosto muito do bloco, é sempre uma das minhas paradas obrigatórias no Carnaval de Manaus. Estou muito feliz com o convite porque sou fã dos músicos da Alaídenegão, Cabocrioulo e Os Tucumanus e do som que eles fazem, que é muito familiar”, comenta a DJ. “Prometo sets de muita música brasileira e mais surpresas”. Em seguida, será a vez da Bateria da Reino Unido, que, neste ano, está com o enredo “Turismo – O Amazonas de braços abertos para o mundo”, de Reginei Rodrigues, Zilkson Reis e Leonardo Fierro. No repertório da Furiosa, a partir das 18h estarão clássicos do samba amazonense. Às 20h, a Banda Oficial do Bloco assumirá o palco para uma apresentação em formato diferente, serão três horas e meia de frevos, marchinhas e trabalho autoral, que substituirá o show de...

Leia Mais
Bloco da Cobra Grande terá carnaval multicultural neste sábado
fev19

Bloco da Cobra Grande terá carnaval multicultural neste sábado

Marchinhas, axé, repertório autoral e uma alegoria da Cobra Grande vão aquecer o sábado de carnaval na Assinpa. MANAUS – Mito que circula há pelo menos 4 mil anos entre povos indígenas do Amazonas, a Cobra Grande inspirou a novidade do carnaval 2020 em Manaus. A estreia do Bloco da Cobra Grande será dia 22 de fevereiro, sábado de carnaval, na Assinpa (Av. da Lua, s/n – Aleixo), a partir das 16h. Os ingressos estão à venda por R$ 15 (1º lote) no site Sympla, no quiosque Os Barés (Manauara Shopping) e lojas Via Uno (Shopping Amazonas, Manauara, G. Circular e Samaúma). Com a proposta de integrar a cena de música independente ao carnaval, o bloco terá apresentações de Rosivaldo e os Metais de Olinda, Casa de Caba, agenoragostinhoeleo, Antônio Bahia e as DJs Luana Aleixo e Mariah Brandt. Agenor Vasconcelos, músico e produtor explica que o Bloco da Cobra Grande é inspirado no ‘Eu acho é pouco’ de Olinda, com adaptação a uma das lendas amazônicas mais populares. Vasconcelos conta que um boneco da Cobra Grande vai passear pelo público e agitar a festa. “Conheci o ‘Eu acho é pouco’ alguns anos atrás. Ele foi criado na década de 70, com críticas à ditadura e tem como marca um dragão gigante. Segundo o mito da Cobra Grande, os primeiros humanos viajaram dentro do animal e foram “desovados” em cantos estratégicos. Conforme saíam da cobra, fundavam comunidades com muita festa e dança. Juntamos a ideia olindense ao mito amazônico e a Cobra Grande vai passear pelo público. É o começo de uma nova história que já conta com muitos projetos de sucesso. Vai ser uma linda festa!” Atuando há 13 anos no ramo de produção cultural e de eventos, Vasconcelos pontua que toda renda do bloco será destinada aos músicos e a financiamento de projetos culturais futuros, marcando o evento como uma iniciativa de fomento cultural que vai além do carnaval. Bloco da Cobra Grande – Assinpa “O carnaval é também lugar de fortalecer a autonomia dos artistas, e isso é uma característica essencial do nosso bloco: feito por músicos e produtores independentes. A Assinpa já é a casa do nosso carnaval e receberá também o ‘Bloco do Eu Sozinho’ no dia seguinte ao nosso bloco, assim fomos juntando forças. Além de garantir a folia ativando elementos da cultura amazônica, eventos como esse são fundamentais para gerar emprego e renda, contribuindo para a economia da cidade” Atrações Agenoragostinhoeleo O Bloco é comandado pelo trio Agenoragostinhoeleo, projeto formado em outubro do ano passado pelos músicos Agenor Vasconcelos, Agostinho Guerreiro e Leonardo Moraes. Com três meses de formação o trio já...

Leia Mais
Encontro de Hip Hop do Norte
fev17

Encontro de Hip Hop do Norte

Nos dias 29 de fevereiro e 01 de março, das 10h00 às 20h00, o Centro Cultural Povos da Amazônia recebe o primeiro Encontro de Hip Hop no Norte (EH2N).O projeto foi contemplado no Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2018 e conta com o apoio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (MANAUSCULT) e Secretaria de estado de Cultura e Economia Criativa. O Acesso ao evento é gratuito! Segundo Fábio Moura, idealizador e diretor geral do evento, “o EH2N tem como principal objetivo proporcionar atividades formativas diferenciadas em um nível nacional, para que no futuro, a cidade de Manaus seja inserida na rota dos principais eventos de cultura urbana, não apenas da região Norte, mas do Brasil como é o caso dos convidados Raquel Cabaneco (MG), BBOY Yude (DF) e Diego Josh (SP).”” No total, serão 30 horas de programação ocupando diferentes ambientes do Povos da Amazônia com Workshops de Dança, Grafite e Lambe-Lambe, Batalhas de Dança, Rodas de Conversas e Shows musicais, tudo dentro do universo da cultura Hip Hop, sendo elas mediadas por artistas locais e nacionais.  O projeto tem como a base de ação, nove workshops de Dança, com as suas mais diferentes vertentes e desdobramentos das danças urbanas, como as Batalhas de Breakdance e Hip Hop Dance. Também faz parte da programação: Oficina de Grafite com a Artista Deborah Erê.Oficina de Lambe-Lambe com Soraya Nurieh (Snurieh), Rodas de Conversa sobre a presença da Mulher no Hip Hop e também sobre o universo LGBT, Feira Criativa, Stands de gastronomia e shows musicais etc. No primeiro dia, sábado, dia 29/02, no palco Encontro das Águas acontecerá o show musical das cantoras Lary Go e Strela e grafite ao vivo com a artista Deborah Erê. E no segundo dia, domingo, dia 01/03,  encerrando a programação geral do EH2N- Primeira Edição, haverá o show do rapper Ian Lecter que acabou de lançar o álbum “Cor da Alma” e o videoclipe “Tipo Madruga” em parceria com a cantora e compositora Karen Francis. O evento é gratuito, e para participar das atividades é necessário apenas chegar no local com antecedência mínima de 1h para realizar o credenciamento e fazer a retirada da pulseira individual de acesso (passaporte). O credenciamento, nos dois dias, iniciará, pontualmente, às 09h00 da manhã e deve prosseguir até o período tarde. Confira na lista abaixo todos os convidados da edição e a programação detalhada: PROGRAMAÇÃO – 29/02 (Dia 1) PALCO ENCONTRO DAS ÁGUAS: 10H – Victor Venâncio 11H30 – Raquel Cabaneco (MG) 14H – Fernando C. Branco 15H30 – Diego Josh (SP) 17H – Filtro Breakdance 17H45 – Filtro Hip Hop Dance 18H30 – 8ª de Finais...

Leia Mais
DJs Dubdogz, Doozie, 4i20 e Pleight no Selva Day Fest
jan16

DJs Dubdogz, Doozie, 4i20 e Pleight no Selva Day Fest

Com os nomes em alta na cena eletrônica nacional e internacional, os DJs Dubdogz, Doozie, 4i20 e Pleight comandam, em Manaus, a balada Selva Day Fest. O evento acontece no próximo dia 24, a partir das 22h, no Copacabana Choperia, localizado na Av. do Turismo, no Tarumã. Os fãs de e-music poderão conferir de perto o trabalho dos irmãos gêmeos Marcos e Lucas Schmidt, que há quatro anos formam o Dubdogz. Com passagem por grandes festivais como Lollapalooza, Tomorrowland Brasil e XXXperience, a dupla de Juiz de Fora (MG), vai animar a pista com seus maiores hits, como Techno Prank, Feel The Vibe (UH UH!) e Alors On Danse (Dubdogz Remix). Já o DJ catarinense Rodrigo Kost traz para o público amazonense o seu projeto Doozie Music, um misto de tech house, techno, deep house e o inovador gangsta house, estilo inspirado no deep funky e no hip hop dos anos 80. O artista é presença garantida em festivais e baladas de música eletrônica do mundo todo, figurando no line-up do Ultra Música Festival Brasil, Eletric Zoo, Dream Valley, entre outros. A pista do Selva Day Fest também vai “ferver” ao som do 4i20, projeto do DJ e produtor musical curitibano, Tiago Sena. Com uma jornada de quase 15 anos dedicados à música eletrônica, o artista passeou por diversos estilos até que, em 2012, criou o projeto que o consagra atualmente como um dos maiores talentos do cenário brasileiro. Tiago ainda é fundador e curador artístico de uma das mais importantes gravadoras de psy trance do mundo, a Alien Records. Quem completa o line-up nacional é o DJ e produtor paulista Eduardo Banzoli, o Pleight, que agitará a festa com muito tech house. Conhecido pelo bordão “prato que voa”, o artista de 23 anos e apenas dois de carreira já possui mais de 250 tracks em seu portfólio que vem chamando atenção de grandes nomes do cenário eletrônico do Brasil e de fora. A balada ainda terá a performance de DJs da cena amazonense, como Matheus Bessa, nome por trás de Bess Maze, atualmente uma das principais referências da Região Norte. O artista tem uma identidade musical forte dentro das variantes da house music, com músicas sempre muito dançantes e com vocais marcantes. Outro nome confirmado é o DJ Korea, que começou sua carreira em 2011 na Vektor Music e logo se destacou pela qualidade do seu som, ganhando espaço na e-music manauara. Grazi Vasconcelos, a DJ Madame C, também marcará presença agitando a pista com um estilo que percorre o tech house, techno, minimal techno até chegar ao minimal progressivo. Os ingressos para o evento já estão à...

Leia Mais