Festa Cometa Rap 2.0 convida Nocivo Shomon
out07

Festa Cometa Rap 2.0 convida Nocivo Shomon

O rapper Nocivo Shomon volta à Manaus para mais um show especial aos amantes do rap. O convite foi dos organizadores da Festa Cometa Rap, hoje (07), a partir das 20h, no Atlético Rio Negro Clube, Centro de Manaus. Os ingressos custam R$30 para a pista e R$50 para o camarote. Nas picapes que toca são os DJs: Mano FK, MC Fino, W.Killa e Nogz. Quem estiver presente no evento, poderá conferir e participar da Batalha de MCs organizada pela crew da Síntese Skate Shop, valendo prêmios, limite de 8 participantes. Pode ser que ele participe da batalha, fato é que Nocivo tem um som pesado e bem afiado.  O pré-show começa às 22h com Natos MC's, Expresso Submundo, Larygo Streladra e Primeira Margem. O show faz parte de um circuito fruto da parceria das Cometa Produções e Eventos e J.R. Produções e...

Leia Mais
10 provas que o Skate em Manaus está na melhor fase
set30

10 provas que o Skate em Manaus está na melhor fase

Graças aos skatistas, é claro! O Skate Park da Ponta Negra já está beirando a segunda década e há tempos a pista não é a protagonista do esporte na capital amazonense é por isso que resolvi elencar ótimas novidades do ‘setor’ de um setor promissor que mesmo em tempos de crises, agora é um esporte olímpico, em Manaus já colhe frutos e não deixa a desejar na visão de Skate como um negócio. 01. DIY – Do It Yourself A máxima underground “faça você mesmo” é o nome do projeto da Levi’s Global, com o projeto "DIY - Do It Yourself Levi's Skateboarding" que elegeu Manaus para sua estreia com parceria da Prefeitura de Manaus. O Passeio do Mindu foi o local escolhido para realização de uma nova pista, totalmente sustentável e produzidas pelos próprios skatistas, a construção prioriza aproveitamento de resíduos de obras, restos de demolições e outros entulhos que seriam estariam pelos lixões e terrenos baldios dos arredores da Comunidade Santa Barbara. A inauguração será amanhã (01), a partir das 15h e vai contar com a presença dos skatistas profissionais Otávio Neto que também é embaixador do Levi’s skateboarding no Brasil, Paulinho Barata, o fotógrafo Heverton Ribeiro e outros skatistas envolvidos.  02. Skate Manaus Longe do blá blá blá de “união de tribos” ou dita panelinha sempre mimimizada, o site SkateManaus.com.br é um veículo real dos acontecimentos e atividades de quem está trabalhando no assunto. Lá você fica sabendo a agenda de campeonatos, registros sociais, vídeos e até compras online. Se quiser espaço na divulgação, fala com André Pontes pelo contato@skatemanaus.com.br.  03. Maikon Quaresma O Amazonas sempre foi celeiro de grandes talentos do Skate, Maikon Quaresma, o “BK”, é um dos principais atletas da atualidade. Figura típica regional, BK também foi escolhido para ser o embaixador local do projeto da Levi’s skateboarding. Com 25 anos de idade, o cara tem mais tempo de skate do que ‘vida real’ e além de muito talento, Maikon tem um estilo genuíno que salta os olhos de quem assiste. O atleta foi personagem do programa Olho de Peixe (canal WooHoo) e conta um pouco sobre a rotina de um skatista manauara. 04. Ulyck86 Tem dúvidas sobre o que é necessário para patrocinar um atleta do Skate? A Ulyck86 dá uma força considerada. Com camisetas, bonés e shapes e outros incentivos, a marca produz vídeos e articula outros aliados para melhor divulgação dos skatistas. Na linha de frente tem Ulysses Athayde, que se inspirou nos bancos da antiga Praça do Congresso (primeiro ponto de encontro de skatistas em Manaus), para criação da logo da marca. Há alguns meses, junto com o skatista, designer...

Leia Mais
Marcha pela Resistência Indígena no Amazonas
abr19

Marcha pela Resistência Indígena no Amazonas

Resistência Indígena. Passagem pela avenida Mário Ypiranga! A Marcha da Resistência Indígena no Amazonas 2017 Conheça as entidades: Rede do Fórum de Educação Escolar Indígena (Foreeia) Fundação Estadual do Índio Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab) Fundação Nacional do Índio (Funai) Coordenação dos Povos Indígenas de Manaus e Entorno (Copime) Instituto de Articulação de Juventude da Amazônia (Iaja) Ufam Associação das Mulheres Indígenas do Alto Rio Negro (Amarn) Conselho Indigenista Missionário (Cimi) Pastoral Indigenista da Arquidiocese de Manaus (Piama) Movimento dos Estudantes Indígenas do Amazonas (Meiam) Aproximação é nossa função. SALVE DIA DO...

Leia Mais
Luzes para Santa Casa em workshop de video mapping
abr19

Luzes para Santa Casa em workshop de video mapping

O video mapping tem ganhado destaque no Brasil. A proposta é projetar e manipular imagens em diversas formas de superfícies. Na região Norte o coletivo paraense NozVJ tem buscado desenvolver projeção mapeada para diversos projetos culturais e eventos numa construção coletiva entre André Bode, Bella Reis, Diogo Vianna e Kauê Lima. Para compartilhar esse conhecimento acontecerá o workshop Video Mapping sobre técnicas e teorias de projeção mapeadas nos dias 19 e 20 de abril, das 16h às 20h na sede do Coletivo Difusão (Rua Boa Sorte, 555. Bairro Presidente Vargas (Matinha). No dia 21, das 16h às 20h, o encontro resultará numa intervenção na área externa da Santa Casa de Misericórdia em Manaus-AM. Diogo Vianna e Bella Reis integrantes do NozVJ serão os instrutores. A realização é do NozVJ, Centro Popular do Audiovisual e Coletivo Difusão. O workshop possui duração de três de encontros, com 4 horas para cada encontro, e é destinado ao público de artistas, técnicos e estudantes.Serão dois dias de aulas expositivas, nos dias 19 e 20, com apresentação de noções técnicas e artísticas, conhecimento e uso de softwares utilizados para produção de conteúdo com ênfase em cenografia e efeitos multimídia, exibição de iniciativas na área, pesquisa e produção de um projeto de mapping durante o workshop. O último dia, 21, será dedicado ao uso de ferramentas e teorias com a finalidade de realização de um video mapping na fachada da Santa Casa de Misericórdia situada na rua 10 de julho, Centro, Manaus-AM. Para participar é desejado possuir noções de informática básica e efetuar as inscrições via formulário online. O valor do investimento custa 150 reais até o fechamento da turma. Bella Reis Formada em Artes Visuais. Reside em Belém/PA. Trabalhou como arte educadora de 2010 a 2013 e no mesmo período iniciou a realização de trabalhos no campo da fotografia. Desde de 2014 produz cenários para festas e eventos, em 2015 se lançou na Produção Cultural e Executiva e 2016 tem dedicado parte do seu tempo na elaboração de cenários para video mapping. Atualmente participa de projetos nas áreas de produção cultural, produção executiva, cenografia, fotografia, cinema e video mapping. Diogo Vianna Formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Possui cursos técnicos em Desenho pelo Liceu de Artes Esther Mello (Manaus), Direção de Fotografia pela Academia Internacional de Cinema (Rio de Janeiro) e Video Digital pela DRC Treinamentos (São Paulo). É fotógrafo e videomaker na Fundação Cultural do Pará e em paralelo desenvolve projetos relacionados a vídeo mapping nos circuitos de eventos. Realiza projetos audiovisuais com a técnica do video mapping na criação de cenários virtuais em peças teatrais, shows musicais, eventos comerciais e culturais,...

Leia Mais
Conheça o Keloide no DaVárzea das Artes
jan06

Conheça o Keloide no DaVárzea das Artes

  Keloide vem do nome biológico Queloide, uma cicatriz protuberante avermelhada e que geralmente incomoda por ser esteticamente indesejável. O evento de estreia será hoje, a partir das 21h no espaço cultural DaVárzea das Artes, no Parque Dez, em Manaus. O nome Keloide dá vez a um projeto que surge com a ideia de problematizar, trazendo na bandeira o diferencial de oferecer mais conteúdo cobrando menos. Daí surgiu o conceito do Coletivo Keloidal formado por Rômulo Paixão, Amanda Zuany e Matheus Mady. De acordo com Rômulo, incluir minorias é uma das propostas "É uma desconstrução! Uma analogia com a resistência às opressões e ao que é colocado como feio e indesejável diante de uma cidade que ainda encontramos um muro conservador de festas branco-normativas", explicou o organizador que também garante uma nova pegada urbana modernizada.   O som da festa seguirá das vertentes da música eletrônica, onde podemos encontrar o estilo conhecido como techno industrial que prima pela utilização de ruídos, sons inesperados e estruturas antimelódicas (uso de fontes não-musicais, como sintetizadores e guitarras distorcidas, timbres metálicos, ruídos plásticos, sons de sucatas entre outros sons tirados de instrumentos "não-convencionais"). Junto com ele também entram o Dharma o som noise/synth de Moga. Continue lendo para saber mais sobre a programação.  A ligação cultural com essa atividade é exclusivamente underground e vanguardista, sendo valorizados elementos da arte moderna como abstracionismo, dadaísmo e surrealismo, além de uma mentalidade contracultural.   O que rolar na pista ficará por conta de Dj sets e além disso também haverá a divulgação de trabalhos autorais de artistas locais como o projeto ARAM que é um duo eletrônico experimental. Ainda na trilha sonora tem o minimal techno Funkadona, ainda no comando do som MADY , também na pegada industrial/techno TVYRUS performances de MAWÚ E UÝRA SODOMA, um trabalho audiovisual de Ellen Alencar que foi produzido especialmente para o evento, exposições do artista Francisco Ricardo e um Live Painting que em tradução livre significa Pintando ao vivo, pela artista Nadja Kristhina do Coletivo Golden Girls de Manaus.      " É muito importante também o espaço das mulheres no nosso evento, desde a responsável do espaço, até segurança, dj's, artistas... é um espaço sem preconceitos, homofobia, racismo, machismo, etc". (Rômulo Paixão, um dos fundadores do Coletivo Keloidal). O projeto Coletivo Keloidal, sendo novo, despretensioso nesse diferencial de desconstrução iniciou bem tímido. Porém para surpresa de Rômulo, ao apresentarem a proposta ganhou o apoio de alguns artistas que se identificaram com a ideia. Este primeiro momento, a dedicação está focada no ativismo do coletivo Keloide, futuramente não descarta a possibilidade de novos eventos ligados ao mesmo. Esperamos que o público, que já tem se portado...

Leia Mais
Conjugando o Hip-Hop em 7 verbos
nov09

Conjugando o Hip-Hop em 7 verbos

No próximo dia 12 será comemorado os 42 anos do Hip-Hop. A união com a letra, a dança, a música e o grafitti oriunda no South Bronx em New York nos EUA. Para homenagear esse movimento que ultrapassou todas as fronteiras do mundo e gerou um estilo saudável de vida em muitos casos, maior atuante do que as ações governamentais. Para demonstrar uma série de homenagens e apresentar atuação no Amazonas, aí vão alguns verbos para você conjugar essa semana. Prestigiar O veterano Marcos Tubarão e sua equipe com a comemoração do Dia Mundial do Hip-Hop, neste sábado, a partir das 14h no Parque Ponte dos Bilhares. O evento faz parte da programação do Festival Hip Hop DiManaus, projeto contemplado pelo concurso do Prêmio Manaus de Cultura Hip Hop. Competir No Concurso Rap Individual com temática livre valendo prêmios em dinheiro que vão de R$400 para o terceiro lugar, R$600 para o segundo lugar e R$1000 para o vencedor do primeiro lugar. Conhecer O histórico do gênero no Amazonas, as primeiras manifestações registradas foi em meados dos anos 80, Marcos Tubarão faz uma viagem no tempo para lembrar como era naquela época. Participar Oficina da Carol Calderaro com o tema “Abordagem Teórica, Dinâmica e preparação vocal”, no sábado (12), de 14h às 15h30, no Parque dos Bilhares. As vagas são limitadas para até 30 participantes, a oficina é gratuita e os participantes receberão certificação.  Ao término será uma convivência com o próprio Marcos Tubarão sobre futuro, presente e passado do Hip Hop no Amazonas. Conferir Amazônia Rap Festival com Racionais MC’s Boteco Premium, na Avenida do Turismo, próximo ao cemitério Tarumã. Os ingressos ainda estão a venda, no segundo lote a R$60, para front stage a R$90 e área vip, com open bar a R$180. Os pontos de venda são as Óticas Diniz do shoppings: Amazonas, Sumaúma e Manauara. Acompanhar O Canal Q$MRT no Youtube que tem vídeos de bastidores do grupo Qua$imorto é um grupo musical do gênero rap que convida a introspecção, porém não se limita a rótulos e transita em diversos estilos e sentimentos. O grupo é formado por: João O Alquimista, Barba Negra, Luiz Lula, DJ Maquinado e Victor Xamã. Ouvir Colaboração de conteúdo: DJ Marcos Tubarão e Carol Calderaro...

Leia Mais