Marimari promove noite de vinho e jazz
nov28

Marimari promove noite de vinho e jazz

Neste sábado (30), os amantes de jazz poderão desfrutar de uma experiência de boa música e alta gastronomia no restaurante Marimari, situado no Pátio Gourmet, na avenida Via Láctea, conjunto Morada do Sol. O espaço abre pela primeira vez suas portas à noite com o evento Jazz & Wine, a partir das 18h. Com condução do cantor Humberto Amorim, o palco recebe a sonoridade e os músicos de qualidade da banda All That Jazz, que é referência do gênero em Manaus. O pré-show será da banda Big Rose, que promete “esquentar” a noite na levada do blues. Para saborear, o cardápio elaborado pelo chef do restaurante, Marcus Pompeu, oferecerá um buffet de antepastos, com queijos, embutidos, azeitonas, entre outras iguarias, além da gastronomia da casa, que vai desde pizzas, massas, frutos do mar até pratos regionais. E, como descrito no nome do evento, o vinho também será uma das estrelas da noite, harmonizando com as delícias preparadas. A realização do evento é uma iniciativa do DiVino Club, projeto das empresárias Nicolle Loureiro e Marcia Takeda que atua na popularização da cultura vínica na capital amazonense, bem como na promoção de produtos, distribuidores, estabelecimentos comerciais e pessoas ligadas ao tema. “Com o Jazz & Wine, o restaurante Marimari se transformará em uma autêntica casa de jazz, garantindo aos fãs do gênero uma opção incrível para aproveitar a noite em Manaus”, destaca Nicolle Loureiro. Não será cobrada entrada ou couvert artístico no evento. O cliente pagará apenas o...

Leia Mais
Festival Bar em Bar vai até dia 24
nov12

Festival Bar em Bar vai até dia 24

O Bar em Bar abriga o papo, o riso, o violão em festa, a contestação e a comemoração. No bar tudo se conversa. Milhões de brasileiros não abrem mão de estar ali, junto aos familiares e amigos. Uma instituição nacional que faz a alegria de todos. Promovido pela Abrasel, o festival Bar em Bar vem, desde 2007, promover e valorizar a gastronomia dos bares e botecos brasileiros, e, considerando que eles são a sala de estar dos brasileiros, o festival tem por essência a reunião de amigos e famílias em torno de uma boa refeição. O tema escolhido deste ano pela Abrasel foi, “Pra namorar, comemorar, saborear, encontrar e ser feliz. É pra todo mundo”, o evento acontece entre os dias 7 a 24 de novembro com o patrocínio da Souza Cruz e apoio do Sebrae e Prefeitura de Manaus por meio da Manauscult. O presidente da Abrasel no Amazonas, Fábio Cunha, afirma que esse projeto é de suma importância não só para a união entre a classe, mas também para o crescimento econômico da capital e sempre a divulgação da culinária amazônica para o mundo, de todos os setores (hamburgueria, restaurante, bares e associados em geral). “Nesta edição teremos concurso com votação de júri técnico, voto popular e premiação para clientes. Sempre apoiamos este tipo de projeto. Fazemos questão de estar presente com todos os participantes. A Abrasel apoia sempre o desenvolvimento coletivo do ramo, como um todo”, completa o presidente. Como funciona? Cada bar participante cria um petisco especialmente para o Bar em Bar, com a proposta de ser compartilhado por duas ou mais pessoas. As porções elaboradas devem estar no menu do estabelecimento durante todo o período do Festival, com preço promocional. Podem participar bares, botecos, pubs, foodtrucks, hamburguerias e outros estabelecimentos do setor que se adequem a característica de ofertar petiscos, entradas ou porções. Esta também é uma maneira de estimular a criatividade dos chefs, fomentando a elaboração de novas receitas, tornando o menu do bar cada vez mais atrativo. O Bar em Bar acontece no formato de circuito gastronômico, incentivando a ida do público às casas participantes. No ano passado, foram mais de 300 bares envolvidos nacionalmente, de 13 diferentes estados. Votação no Amazonas Votação de júri técnico Esta votação é realizada por um júri técnico (formadores de opinião), que de maneira oculta irão ao estabelecimento degustar o prato e dar notas em três requisitos: o atendimento, bebida gelada e o petisco. Serão três jurados para cada bar e ao final do concurso estas notas serão somadas e quem tiver a maior nota será o ganhador. O prêmio será uma passagem aérea para a...

Leia Mais
#Avante!! É até amanhã as inscrições pro Festival Bar em Bar 2019!!
out29

#Avante!! É até amanhã as inscrições pro Festival Bar em Bar 2019!!

Valorizando cada vez mais o caráter democrático do bar, Abrasel promove a 13ª edição do evento entre os dias 7 a 24 de novembro.     “Pra namorar, comemorar, saborear, encontrar e ser feliz. É pra todo mundo”, é este o tema escolhido pela Abrasel para a 13ª edição do Festival Bar em Bar, que em 2019, acontece entre os dias 7 a 24 de novembro com o patrocínio nacional da Ambev. “Destacamos o bar como um espaço democrático, onde celebramos as nossas melhores relações.”, diz o presidente do Conselho de Administração Nacional da entidade, Paulo Nonaka, sobre o tema da campanha. As inscrições serão feitas até amanhã e os estabelecimentos interessados em participar devem entrar em contato com a Abrasel em seu estado ou região. O atual presidente da Abrasel no Amazonas, Fábio Cunha, afirma que esse projeto é de suma importância não só para a união entre a classe mas também para o crescimento econômico da capital e a divulgação da culinária amazônica para o mundo, de todos os setores (hamburgueria, restaurantes, bares e associados em geral). “Nesta edição teremos concurso com votação de júri técnico, voto popular e premiação para clientes. Sempre apoiamos este tipo de projeto. Fazemos questão de estar presente com todos os participantes. A Abrasel apoia o desenvolvimento coletivo do ramo, como um todo”, completa o presidente. Como funciona? Cada bar participante cria um petisco especialmente para o Bar em Bar, com a proposta de ser compartilhado por duas ou mais pessoas. As porções elaboradas devem estar no menu do estabelecimento durante todo o período do Festival, com preço promocional. Podem participar bares, botecos, pubs, foodtrucks, hamburguerias e outros estabelecimentos do setor que se adequem a característica de ofertar petiscos. Esta também é uma maneira de estimular a criatividade dos chefs, fomentando a elaboração de novas receitas, tornando o menu do bar cada vez mais atrativo. O Bar em Bar acontece no formato de circuito gastronômico, incentivando a ida do público às casas participantes. No ano passado, foram mais de 300 bares envolvidos nacionalmente, de 13 diferentes estados. Em Manaus a inscrição para associados é de R$150,00 e para o público em geral é de R$250,00 pelos telefones 3642 8894 ou 98292 0021. Cada região dá um toque especial para o Festival. Em alguns estados, quem participa do Bar em Bar também tem a oportunidade de colocar o seu negócio em feiras gastronômicas que marcam a abertura do evento, como no Amapá e Alagoas. Em outros, como no Ceará, o evento funciona também como concurso, elegendo o melhor petisco dentre as casas participantes. Outras ações como o Trenzinho Bar em Bar (Goiás), em...

Leia Mais
FIGA 2019: Programação Completa.
set25

FIGA 2019: Programação Completa.

Abrasel realizará a Feira Internacional da Gastronomia Amazônica (FIGA) nos dias 26, 27 e 28 de setembro e trará as novidades para a gastronomia. A FIGA é um evento que realiza um intercâmbio entre chefs regionais, nacionais e internacionais e divulga a gastronomia amazônica para diversos países. Além da feira de exposição de produtos e serviços, terá a Semana Qualidade Abrasel, Mercado Amazônico e Arena Gastronômica com cozinhas-show e palestras-show com os chefs da cozinha regional, nacional e internacional. Maiores informações para participar das palestras, rodadas de negócios e aulas show e para compra de estandes é só acessar a página da Abrasel no Facebook ou ligar no telefone (92) 3642-8894 / 98292 0021. A 3ª edição da Feira Internacional da Gastronomia Amazônica (FIGA), promovida pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel no AM), acontecerá nos dias 26, 27 e 28 de setembro de 2019, das 14h às 21h, no Centro de Convenções do Amazonas - CCA, localizado na Av. Constantino Nery, esquina com Pedro Teixeira, 5001 – Flores. A FIGA destina-se aos empresários dos diversos segmentos de venda e prestação de serviços do mercado de restaurantes, chefs de cozinhas, estudantes de gastronomia, nutrição, administração e cursos afins, empreendedores interessados em entrar no ramo de alimentação fora do lar, produtores rurais (agricultura e pescado), amantes da gastronomia e público em geral, atraídos pela feira gastronômica. A expectativa é de 40.000 pessoas entre visitantes, expositores, participantes, organizadores, convidados e imprensa. O objetivo da FIGA é gerar conhecimento, fomento, resgate e preservação da gastronomia amazônica e apoiar iniciativas colaborativas a inserção do Amazonas na rota internacional da alta gastronomia. Os patrocinadores Governo do Estado do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) e Sebrae Amazonas, apresentam junto com a Abrasel a terceira edição da FIGA. A Abrasel no AM está com stands à venda para os proprietários e comerciantes da área. Mais informações podem ser obtidas nos números 3642-8894 ou 98292-0021. Com mais de 90 estandes entre feira de negócios e praça de alimentação, para visitação durante os três dias, a FIGA sediará mais cinco eventos paralelos: SEMANA QUALIDADE ABRASEL: a semana promoverá palestrantes abordando temas ligados aos bares, restaurantes e similares, tais como administração com ênfase em gestão, atendimento, vendas e questões trabalhistas, também temas como inovação, tecnologia, conexão e relacionamento, gerando networking e boas práticas. RODADA DE NEGÓCIOS: Promovendo o encontro entre donos de restaurantes e fornecedores nas mesas de negociações. O público alvo são os expositores e o público visitante, ambos farão a inscrição antecipada via plataforma específica definindo previamente dias...

Leia Mais
Aquela piadinha sem graça…
ago05

Aquela piadinha sem graça…

Há alguns anos comecei a escrever para o Xibé e por alguns motivos que eu mesma não recordo, parei. Mas o que interessa é que depois de alguns emails muito interessantes enviados pela ilustre Renata Paula, VOLTEI. E já aviso, voltei em negrito e capslock. Hoje por exemplo, tenho um tema muito interessante para compartilhar: a famosa piadinha SEM GRAÇA. Já faz mais de um ano que moro em Portugal e sim, existe preconceito com o brasileiro que aqui está. Logicamente que não são todos os portugueses que precisam separar o imigrante do nacional para sentirem-se à vontade, tanto é que fiz grandes amigos aqui nesse pouco tempo. Mas volta e meia sinto aquela velha preguiça social ao escutar comentários que, de longe, dá pra entender como xenofóbicos. Hoje, por exemplo, resolvi retomar minhas práticas de artes marciais. Quando ainda morava no Brasil, praticava Muay Thai e Jiu-jitsu. Realmente sinto falta da sensação de bem estar dentro e fora do tatame. Procurei um lugar no googlemaps, mandei mensagem pro responsável, marquei a aula experimentar e fui conferir a técnica pra ver se era aquilo que eu buscava. Até agora ainda não consegui digerir o mal estar e a vergonha alheia que o professor despertou em mim nos 75 minutos de aula. Sendo objetiva, ele conseguiu dizer, enquanto eu treinava socos no saco: "Nossa! Ela bate forte! É brasileira mas tem sangue português, está explicado! Sabiam que é por isso, que por causa do sangue português que brasileiro tem força? Está cientificamente comprovado! HA -HA-HA-HA-HA!" Caros leitores, façamos 10 minutos de silêncio agora, pois o espírito de 10 mil mestres de artes marciais foram jogados na lama depois dessa piadinha sem graça e xenofóbica. Quem pratica ou conhece um pouco da prática de artes marciais certamente sabe o que significa o tatame. Ele é o solo sagrado do mestre e do praticante, tanto é que não se entra no tatame sem cumprimentá-lo, não se entra com sapatos, não se come nele e em geral não se pratica em absoluto qualquer ato de desrespeito à tradição milenar de qualquer arte marcial. E esse professor conseguiu me convencer de que sim, é possível alguém ter alto conhecimento técnico de uma arte marcial mas não absorver 1% da filosofia e cultura que ela tem. Esse foi um pequeno exemplo, talvez sem grande importância pra muitas pessoas, mas que ilustra muito bem como somos capazes de ferir a inteligência alheia quando nos sentimos à vontade e seguros de nosso lugar social. Como professor esse homem deveria dar o exemplo não somente dos golpes a serem praticados, mas da conduta que aquela arte marcial requer do...

Leia Mais
Já conhece o trabalho dos Paikicés do Caprichoso?
jun24

Já conhece o trabalho dos Paikicés do Caprichoso?

A primeira alegoria levada para a concentração do Bumbódromo foi o módulo, com Nossa Senhora do Carmo, do artista Makoy Cardoso. Artistas e paikicés (empurradores de alegorias) do Boi Caprichoso realizaram uma procissão, com a alegoria de Nossa Senhora do Carmo, do galpão até a concentração do Bumbódromo na manhã de hoje(24), dia de São João Batista. No início do translado das estruturas, os artistas Makoy Cardoso e Juarez Lima, tomados de muita emoção, conduziram a alegoria, com orações, toadas, raça e força para pedir proteção divina. “Vamos levar Nossa Senhora do Carmo para que nos proteja neste festival, proteja os artistas do Caprichoso e do contrário e que o Caprichoso seja tricampeão”, clamou Makoy Cardoso. O presidente do Boi Caprichoso, Babá Tupinambá, se emocionou ao ver o primeiro módulo de alegoria deixar o galpão. O módulo, de 25 metros de altura, com a imagem da padroeira, o fez lembrar sua primeira função no boi azul e branco, de empurrador de alegoria. Babá Tupinambá é o primeiro paikicé a se tornar dirigente do touro negro bicampeão de Parintins. Ao ser abordado pelos jornalistas, ele lembrou das dificuldades da temporada. “Empurrador de alegoria, foi assim que minha história começou... Eu sempre quis fazer o melhor por esse boi. Só peço que Deus nos abençoe, nos conduza às três noites, sem acidentes. É isso que queremos, fazer um festival bonito, um festival que nos dê esse tão esperado sonho que é o título de tricampeão. Eu confio muito em Deus, eu confio muito em nossos artistas”, comentou o dirigente, em meio as lágrimas. Juarez Lima, com um terço na mão conduziu os paikicés e artistas como se estivesse em uma procissão. Ao chegar na concentração do Bumbódromo, o artista se ajoelhou diante da arena e, em silêncio, fez orações. De acordo com um dos diretores de arena do Boi Caprichoso, Zandonaide Bastos, 165 empurradores de alegorias fazem o translado de 120 módulos para as três noites de espetáculo. "Estão sendo conduzidos para a concentração as alegorias da primeira e segunda noite do festival",...

Leia Mais