Domingão com a Feira do Hip-Hop Manaus
mar30

Domingão com a Feira do Hip-Hop Manaus

Neste domingo tem a Primeira Feira do Hip Hop de Manaus, a partir das 10h, no Complexo Turístico da Ponta Negra bem ao lado da Pista de Skate. O evento vai reunir todos os elementos que compõem o Hip Hop e leva força à comunidade no combate a violência. O idealizador do evento e responsável pelo projeto Opção Sonora, é o Márcio Cruz, o DJ e MC Fino, veterano na militância do conhecimento o anfitrião convida todos os artistas e amantes do Hip-Hop para comparecer e fortalecer a iniciativa. "A feira é uma proposta de união de quem está fomentando a arte em cada um dos elementos e também para sensibilizar a importância na formação de opinião da sociedade quanto a violência urbana", acrescentou. A programação vai até às 19h e conta com os principais grupos de Rap, batalha de MC's, grupos de dança, grafitti e sorteio de brindes das marcas apoiadoras. A próxima edição da feira será no final de Abril, no Parque dos...

Leia Mais
7º Sarau das Manas é neste sábado (30)
mar28

7º Sarau das Manas é neste sábado (30)

O 7º SARAU DAS MANAS fecha o mês de lembrança de luta das mulheres nesse sábado, dia 30, com um dia inteiro de MUTIRÃO DE CUIDADOS DA MULHER, no Instituto de Cidadania e Desenvolvimento Social do Amazonas - ICDSAM. Pela manhã e parte da tarde acontecem atendimento médico e serão oferecidos ainda serviços de massagem, manicure e pedicure, maquiagem, design de sobrancelhas, tatuagem e bodypiercing*. Na parte da tarde, estão previstas apresentações musicais, com as artistas Elisa Maia, Anna Suave, Lary Go & Strela e o grupo Maya, além do microfone que ficará aberto para que as mulheres possam se manifestar, seja lendo poesia, rimando, deixando sua mensagem.  O Sarau das Manas é uma realização da banca Todas São Manas - idealizado a partir do Festival Todas São Manas, pela grafiteira e artista visual Deborah Erê, o grupo é formado por artistas mulheres da cultura hip hop de Manaus/AM, que atuam nas mais diversas linguagens (grafiteiras, MCs, DJs, produtoras, bgirls) com o objetivo de gerar autoestima, visibilidade e desenvolver ações que visam autonomia financeira. E em sua sétima edição, o Sarau das Manas também acontece em parceria com a  Coletiva Branzeiro Feminista, que desde 2012 realiza diversas ações dentro de atuações interseccionais que combatem o machismo, o sexismo, o racismo e a lgbtfobia e toda e qualquer forma de opressão. A Coletiva captanea pela manhã também a roda de conversas ‘Autoestima que liberta’, mediada pela ativista Aline Maionese.  O Sarau das Manas, que já ocupou galeria de artes, praça pública e outros espaços, dessa vez aporta no Instituto de Cidadania e Desenvolvimento Social do Amazonas - ICDSAM, que é uma Organização Não Governamental, sem fins lucrativos, criada na cidade de Manaus, no bairro de Educandos, a partir de iniciativas de um grupo de moradores preocupados com a situação da vulnerabilidade social no bairro e que tem como finalidade promover ações socioeducativas, esportivas e culturais de inclusão social, por meio de diversas parcerias. O Instituto atualmente ocupa o prédio de uma antiga delegacia abandonada, na Rua Macurany, no bairro de Educandos e abriga cerca de cinco família desabrigadas por conta do grande incêndio que aconteceu no bairro no final do ano passado. O evento ainda conta com apoio do Coletivo Difusão e Angel e...

Leia Mais
‘Passarinho’ nos céus da Espanha
jul24

‘Passarinho’ nos céus da Espanha

É sobre esperança. A tentativa de ser livre em meio a uma sociedade cerceadora. Assim é o mote para o espetáculo ‘Passarinho’, nova produção do Coletivo Mona, solo com Leonardo Scantbelruy. A obra estará no encerramento do Encuentro Emergentes, que acontece essa semana, de 23 a 29 de julho, na Espanha. A participação partiu de um convite do próprio festival, que assina a co-produção do espetáculo. Em sua segunda participação no evento, Scantbelruy esteve presente no festival do ano passado com a obra “Recolon”, contemplada no edital ‘Conexões culturais’ de 2017 da Manauscult, e que deve entrar em circulação em Manaus no mês de outubro, passando por várias zonas da capital e também na área ribeirinha. Sequência direta do trabalho em performance que Scantbelruy desenvolve desde 2014 que já culminou na obra ‘Recolon’, ‘Passarinho’ traz novas abordagens tanto cênicas quanto temáticas. A principal é a introdução da técnica de tecido circense, que o artista estuda desde a graduação em teatro na Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e que atualmente é o foco de um trabalho com crianças que Leonardo desenvolve com crianças no Quilombo de São Benedito, no bairro Praça 14. Se em ‘Recolon’ os elementos cênicos remetiam ao solo e a raízes, no novo trabalho o intérprete busca as alturas. A maior parte do processo de criação e ensaios deu-se na Praça da Saudade, em uma árvore que já testemunhou inúmeras apresentações artísticas no local. E atualmente, antes da estreia, o artista desenvolve processo semelhante no Parque de Los Patos, na Mairena del Alcor, Sevilha. Quando morou em Porto Velho (RO), Leonardo Scantbelruy viu todo o processo de degradação socioambiental provocado pela construção das usinas hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio, e é perceptível o quanto isso reverbera em seu trabalho. Além da forte crítica a esses grandes empreendimentos em ‘Recolon’, há agora uma preocupação com a fauna  amazônica e com os seres deslocados pela ação humana. “Refleti sobre muitos aspectos, desde a questão do tráfico de animais até o deslocamento de algumas populações por conta de grandes empreendimentos. São reflexões que vêm desde os processos iniciais do ‘Recolon’ e pela circulação dessa obra também", revela Scantbelruy. ‘Passarinho’ conta ainda com a participação dos artistas Yara Costa (instrutora de áereo), Daniel Bonfim (músico), Daniel Braz (editor de som), Marcelo ‘Balaclavo’ Nobre (identidade visual), Elson Arcos (sonoplastia), Preta Scantbelruy (Figurino) e Mendes Auá (desenhos). Além da participação no Encuentro Emergentes, Leonardo Scantbelruy participa do processo criativo da intervenção urbana "Proyecto X" desenvolvida pelo coletivo Silere...

Leia Mais
PIX – Projeto Indie Xperience
maio18

PIX – Projeto Indie Xperience

Boa Vista-RR - A integração das diversas tribos é o nosso lema, experimentar o novo é nosso combustível. Assim surgiu o PIX, um projeto que visa criar um espaço democrático para aqueles que amam compartilhar ideias e experimentar o diferente. Do Synth-Pop ao Punk, com uma pitada de brasilidade, os visionário-marcianos convocaram para esta viagem os DJs Felipe Veras e BSUUXX para esquentar o seu domingo. E para unir ainda mais os participantes desta viagem, Mesa de Pebolim e Fliperama também farão parte desta experiência e seu uso já está incluso no XperiencePass. Sendo assim, uma forma de sair do virtual para o pessoal - sem deixar de lado a tecnologia. O evento acontecerá no dia 20 de maio, às 16h37 (exatos e cabalísticos), na Champanharia das Meninas (Rua Victor Hugo, 247, Canarinho). S∆V3 THE DAT3! #ExperimenteSe...

Leia Mais
Domingo tem Encontro de Colecionadores
abr27

Domingo tem Encontro de Colecionadores

Neste domingo (29), você não pode perder a programação do Encontro de Colecionadores promovido pela turma do Zona Geek e amigos. O Encontro começa às 9h e vai até às 17h, no Centro de Convivência do Idoso que fica na rua Wilkens de Matos, s/n, bairro Aparecida. Não paga nada pra entrar mas é bom levar uma graninha porque vai dá vontade. São lojas de artigos voltados para o universo de games, séries e filmes. Essa é uma boa chance para os amantes de action figures e miniaturas, mas é claro, os cosplayers de plantão terão na na chance de desfilar e apresentar uma performance especial. Na hora que a fome bater, só correr para a área de alimentação com várias opções de lanches, doces e bebidas a preços acessíveis....

Leia Mais
O Hip Hop é o Lugar!
abr03

O Hip Hop é o Lugar!

O Hip Hop tomará o Teatro Amazonas nesta terça - feira (03/04) com o espetáculo "O Hip Hop é o lugar" que contará com a participação dos 4 elementos da cultura Hip Hop e suas vertentes. A ocupação começará na parte externa do Teatro às 17 horas com Graffiti ao vivo na participação da Graffiteira Deborah Erê confeccionando um painel. Painel esse que irá compor o cenário do espetáculo, que iniciará às 20 h tendo como trilha a banda Manauaras em extinção , DeeJay Carapanã e Marcos Tubarão. O Break ficará por conta da NATIVOS CREW , além da presença da vertente Beat Box, Popping e as participações de Abner Viana e Robson Andrei Ambrósio nos metais. O publico (na entrada) deixará temas para os rimadores de improvisos entrarem na interação com o espetáculo no palco. A entrada será gratuita, mas por opção haverá doação de 1 kg de alimento à Casa Mamãe Margarida. O espetáculo foi contemplado com o edital de ocupação dos espaços abertos 2018 da Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas (SEC - AM) e será uma realização Nativos Crew Produções/ Origenas...

Leia Mais