‘A Escola Vai ao Teatro’ apresenta workshops
set01

‘A Escola Vai ao Teatro’ apresenta workshops

Serão ensinadas técnicas de Contação de Histórias, a História do Teatro e Criação de Personagens. “A Escola Vai ao Teatro 2021” A programação do projeto “A Escola Vai ao Teatro 2021” já está acontecendo no palco do Teatro Manauara proporcionando o contato com a arte do teatro, de forma gratuita. E esta 5ª edição apresenta mais uma novidade: Workshops sobre Teatro, abordando técnicas de Contação de Histórias, A origem e influência do teatro e Criação de Personagens, durante os dias 28 de agosto e 02, 04, 10 e 11 de setembro, no Teatro, localizado no Piso Buriti, do Manauara Shopping. As inscrições já estão sendo realizadas, gratuitamente, para professores, estudantes universitários e público ligado às artes cênicas, por meio do e-mail: projetoescola@teatromanauara.com.br ou pelo fone: (92) – 3342 8032, com vagas limitadas. O projeto tem apoio do Ministério da Cidadania, por meio da Secretaria Especial da Cultura, com patrocínio cultural da Bemol e InfoStore. WORKSHOPS TEATRAIS As palestras apresentarão “Técnicas de Contação de Histórias” – como ferramenta pedagógica e formação de plateia, a partir da aproximação dos alunos com a arte. Outro tema a ser abordado será “Da Grécia para o Mundo” – A origem e influência do teatro na história da sociedade ocidental ainda sobre “Criação de Personagem a partir do método Stanislaviski” – voltado para atores iniciantes e apaixonados pelas Artes Cênicas, através do estudo do primeiro livro da trilogia do sistema Stanislaviski “A Preparação do Ator”. O facilitador dos workshops será Roger Barbosa, técnico em Artes cênicas, formado como instrutor pelo SEBRAE AM, ator e professor de teatro com 27 anos de experiência e diretor da Interarte Escola, Produtora e Cia de Teatro;CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DOS WORKSHOPS: · Dias 28/08 e 04/09 – de 9h às 11h – Técnicas para Contação de Histórias; · Dias 02 e 04/09 – de 19h30 às 21h – Criação de Personagem, a partir de Stanislaviski; · Dias 10 e 11/09 – de 19h30 às 21h – História do Teatro – Da Grécia para o Mundo. O projeto A Escola Vai ao Teatro A 5ª edição do projeto “A Escola Vai ao Teatro” já começou e terá mais apresentações gratuitas, durante os dias 30 e 31 de agosto e 1º de setembro, em sessões às 9h e 15h, no palco do teatro, localizado no Piso Buriti, do Manauara Shopping, para escolas da rede pública de ensino que realizaram agendamentos gratuitos, previamente. O projeto proporciona apresentações teatrais, com temáticas socioambientais e realização de workshops para público de interesse em artes cênicas, de forma gratuita.Durante as apresentações estão sendo seguidas as regras sanitárias preventivas do momento, visando a segurança e saúde dos participantes....

Leia Mais
Curta-metragem Terra Nova é destaque na Turquia e Suécia
ago17

Curta-metragem Terra Nova é destaque na Turquia e Suécia

O curta-metragem Terra Nova, dirigido por Diego Bauer, fez parte da seleção mensal de julho de dois festivais europeus: ganhou prêmio de melhor filme estrangeiro no Istambul Film Awards, na Turquia, e seleção do mês no Lulea Film Festival, na Suécia. As seleções marcam o início da trajetória do filme em festivais internacionais. Realizado pela Artrupe entre novembro e dezembro de 2020, o filme conta a história de Karoline, uma atriz de teatro que, em abril de 2020, vai a uma agência da Caixa solicitar o seu auxílio emergencial. O projeto foi contemplado pela lei Aldir Blanc através do edital de Conexões Culturais da Manauscult e Governo Federal. O diretor do curta, Diego Bauer, comemorou a seleção: “É sempre um motivo de satisfação ser selecionado para festivais pois filmes são feitos para serem vistos, e quanto mais longe eles chegam, mais se cumpriu o objetivo do projeto. Terra Nova é inspirado numa estética europeia de cinema, em filmes que tratam sobre os dramas de pessoas comuns em períodos conturbados social e economicamente, então iniciar a trajetória em festivais europeus é um motivo de empolgação pelo que isso pode representar de visibilidade, mas também um reconhecimento do que nos inspirou para chegarmos ao resultado final”. Com 22 minutos de duração, Terra Nova é composto pela mesma equipe que realizou o filme anterior de Bauer, Enterrado no Quintal, e tem como tema a condição de ser artista em Manaus dentro do contexto de crise econômica e pandemia: “Toda a equipe do filme tem em comum o drama da Karoline, pois todos se viram sem perspectiva de emprego, e descredibilizados por um momento do país em que ele vira as costas a sua cultura, e trata o artista como vilão. Sem dúvida é um filme que tem a fúria como elemento importante, por sabermos que não precisaríamos passar por este momento com tanta sabotagem deliberada. Poder realizar o filme com uma equipe formada por artistas com anos de carreira é um privilégio, e também um posicionamento político”, finaliza Bauer. MELHOR FILME ESTRANGEIRO ISTAMBUL FILM AWARDS https://www.istanbulfilmawards.com/kazananlar/july-2021 FINALISTA LULEA FILM FESTIVAL https://luleafilmfestival.com/Finalists FICHA TÉCNICA Roteiro e Direção: Diego Bauer Elenco: Karol Medeiros, Isabela Catão, Diego Bauer, Ítalo Almeida (vozes de) Ana Carolina Souza; Glória Vieira; Izabela Garcia Produção Executiva: Diego Bauer Produção: Ítalo Almeida Direção de Fotografia: César Nogueira Montagem: Eduardo Resing Preparação de Elenco: Viviane Palandi Trilha Sonora Original: Pablo Araújo Som Direto: Heverson Batista Edição e Mixagem de som: Lucas Coelho Direção de Arte: Francisco Ricardo Figurino e Maquiagem: Paulo Oberdan Correção de Cor: João Gabriel Riveres Assistentes de Direção: Sofia Sahakian; Diego Leo Assistente de Fotografia: Robert Coelho; Naila Fernandes...

Leia Mais
Manart lança estampa inspirada na obra de Rakel Caminha
ago13

Manart lança estampa inspirada na obra de Rakel Caminha

Manaus- Nesta sexta (13), a partir das 18h30 (horário de Manaus) através do site www.manartgaleria.com e redes sociais, ocorre o lançamento da mais nova estampa da Manart Galeria “ARTETEATRO”, inspirada na obra “Alterego da Amazônia- ArteTeatro” (2021) da artista visual Rakel Caminha, que faz referência, de uma forma pop, através de recortes e colagens, ao principal símbolo Cultural e Arquitetônico do Estado, o Teatro Amazonas, fundado em 1896, que preserva parte da arquitetura e decoração original, com estilo renascentista e eclético, tombado em 1966, como Patrimônio Histórico Nacional. Vida e Obra da Artista A Artista visual Rakel Caminha Autodidata e apaixonada pelas artes, desde a infância, além de publicitária por formação acadêmica, com passagem pelos cursos de direito e design (UFAM), a artista visual Rakel Caminha é uma das mais promissoras apostas do cenário das artes visuais local. Expressões altruísticas da artista visual Rakel Caminha Para Rakel, “Arte é expressão, é fazer com as mãos – ou com o corpo inteiro – e coração. Por isso, desde sempre, antes mesmo de que eu pudesse raciocinar sobre tal fato, eu gosto de me expressar: através da dança, do desenho, da escrita ou de qualquer outra coisa. Às vezes o processo é orgânico e intuitivo, às vezes é milimetricamente pensado. Mas quando ali está eu percebo que é uma parte de mim para o mundo, é uma forma de passar por ele, marcando-o da mesma forma que ele me marca.“ Em seus trabalhos, a artista costuma combinar linguagens diversas (não só artísticas) com muita liberdade e produz obras de grande expressividade, que de modo geral, unem pintura, colagem e técnicas gráficas, e promovem um diálogo poético entre o real e o surreal através de uma estética semiótica dedicada à arte, ao caos, aos sonhos e ao existencialismo, cujas principais referências estão mais voltadas para a arte contemporânea como cubismo, expressionismo e surrealismo. “Meus temas no geral são surreais, existenciais, brincam com a realidade. Esses últimos tempos, eu senti necessidade de falar mais sobre a natureza, ecologia e me dediquei a isso como uma forma de fazer a diferença para o mundo; já que estamos num ritmo que o planeta não aguenta. Se a arte toca e sensibiliza, ela também pode fazer refletir, impactar, mudar, florescer. “ Declara, Rakel. Uma artista de múltiplas fases Rakel Caminha, a camaleônica, a metamorfose múltipla da artista visual “Eu sou muito sensível. Um camaleão! Sou de Metamorfoses. De fases. Uma estudante da vida – e também apreciadora. Sou de fato muitas; muitas coisas, sentimentos, pensamentos – que se misturam. Sou quase tudo coração. Um pouco de razão. Busco me expressar para me entender melhor por dentro,...

Leia Mais
“Quero é Cerveja AM” comemora 1º aniversário
ago12

“Quero é Cerveja AM” comemora 1º aniversário

Serão 10 horas de evento com gastronomia, música e mais de 45 rótulos especiais Cervejas artesanais, lançamentos de cervejarias e uma comemoração inédita no 1º aniversário do clube de compras coletivas “Quero é Cerveja AM”. Com 10 horas de duração, o evento será no próximo dia 15 de Agosto, a partir das 10h, na rua Estrela Dalva, Nº 45, bairro Aleixo, Zona Leste de Manaus. A festa vai reunir mais de 45 rótulos de cervejas especiais, lançados por nove cervejarias. Como a belga Duvel, em lançamento no Brasil que disponibilizou um estoque exclusivo de “Belgian Blond Ale” com teor alcoólico de 6,66%. A queridinha do Ceará “5 Elementos” também vai apresentar edições especiais para o evento como a “Sweet Symbiosis”, estilo Russion Imperial Stout com 13% de graduação alcóolica. De acordo com o responsável pelo clube, empresário e engenheiro químico Cássio Oliveira, serão 28 estilos diferentes. “Esse evento vai apostar na diversidade de sabores e estilos. Reforço o convite aos fãs de cervejas especiais e aqueles que não conhecem ainda as variedades, serão mais de 25 modelos sendo 10 só de IPA a preços a partir de R$20”, acrescentou. Na trilha sonora da festa, quem comanda o som com muito vinil são os DJs Ruderal e Manoel Portuga. E para forrar o estômago, o Pilão Bistrô Bier vai apresentar um cardápio especial de petiscos, sanduiches e caldos regionais ideais para harmonizar com as bebidas. Os doces e sobremesas ficam por conta da quituteria “Rent’s Merenda” com cookies, mousses e o tradicional pudim de cumaru. O aniversário é do clube mas quem ganha os presentes são os participantes da festa. Durante toda a programação, haverá sorteios exclusivos somente para quem estiver presencialmente. Conhecida por seus rótulos artísticos, a cervejaria Narcose do Rio Grande do Sul, possui uma série de itens colecionáveis como copos, camisetas, bonés, barmat, toalhas que farão parte dos sorteios e no prêmio principal ao ganhador do bingo uma cesta de cervejas nacionais e internacionais.  Os passaportes são limitados, estão à venda no valor de R$20 e dão acesso ao evento e participação dos sorteios. O evento vai até às 20h, é apropriado somente para maiores de 18 anos e o uso de máscara é obrigatório. Quero é Cerveja AM Com aproximadamente 80 membros, o clube promove em Manaus, a articulação a preços de varejo com cervejarias especiais para compras de novos modelos exclusivos de cervejas, copos entre outros artigos colecionáveis. Além das empresas já citadas, o clube Quero é Cerveja AM tem parceria com as cervejarias: Quatro Graus (RJ); Seven Hands (SP); Devaneio do Velhaco (RS); Dr. Otto (SP); Spell (SP); Fermi (SC) e Three Monkeys (RJ);...

Leia Mais
Márcia Antonelli lança “O Fungo” nesta sexta-feira (13)
ago11

Márcia Antonelli lança “O Fungo” nesta sexta-feira (13)

Nesta sexta-feira (13) terá o lançamento da segunda edição da obra “O Fungo” da escritora Márcia Antonelli na versão bilíngue. A programação terá início às 19h no Espaço Cultural Jaraqui Psicodélico, Avenida Constantino Nery, próximo ao Terminal 1. O evento vai contar com a performance Corpoletra do artista Odacy de Oliveira, entre outras artetudes. Ao som dos vinis, o DJ Marcos Tubarão garante a trilha sonora da noite. O acesso é gratuito com venda de comidas regionais e cerveja gelada. Lembrando que o uso de máscara é obrigatório. Sobre Márcia Antonelli Márcia Antonelli é natural de Manaus, graduada em Letras pela UFAM (Universidade Federal do Amazonas), a escritora já produziu livros de contos, novelas, crônicas e romances. Para garantir o seu exemplar, faz um PIX no valor de R$10 para a chave...

Leia Mais
Alaídenegão lança show nas plataformas digitais para celebrar 13 anos de carreira
Maio19

Alaídenegão lança show nas plataformas digitais para celebrar 13 anos de carreira

O show de 13 anos de carreira da Alaídenegão, gravado no Centro Cultural dos Povos da Amazônia, entra na programação no dia 30 de maio, quando a banda amazonense lança novo produto nas plataformas de streaming, numa parceria com a ONErpm, ferramenta voltada para a distribuição digital de músicas. A apresentação vai ficar disponível no canal da Cauxi Produções no Youtube enquanto o acesso ao áudio pode ser pelo Spotify, Tidal, Apple Music e Deezer. O projeto comemorativo foi contemplado no Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais, da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), por meio da Lei nº 14.017/2020, conhecida como Lei Aldir Blanc. Segundo o guitarrista Rafael Ângelo, o show “Alaídenegão 13 Anos” tem, no roteiro, composições do grupo desde o início, em 2008, até o último CD, lançado em fevereiro deste ano, com o título “Cantos da Beira”. Ele destaca que a apresentação traz a participação de convidados, como Márcia Novo, Marcelo Nakamura, Clóvis Rodrigues, da Tucumanus; Milton, da Cabocrioulo; e Neuber Uchôa, de Roraima. “Sempre foi um desejo da banda fazer o registro de um show ao vivo e colocar esse novo produto artístico no mercado representa contar boa parte de uma trajetória que materializou nossas criações, crenças e a vontade de trabalhar com a cultura, pois sabemos de seu valor em um país tão desigual”, afirma o músico. Rafael Ângelo explica que a escolha pelo Centro Cultural dos Povos da Amazônia como palco do show se deve a proposta da banda que tem a pesquisa musical como uma das principais características. “O espaço é muito significativo na realização deste projeto, porque somos parte dos povos que compõem o mosaico cultural da Amazônia. Outro ponto é que, assim como ocorre com as populações originárias, nosso trabalho tem o caráter e a assinatura do coletivo, ou seja, a diversidade de ideias e concepções sobre a música e o mundo”, comenta o artista. Público – O vocalista e guitarrista Davi Escobar conta que o show, gravado em 3 de dezembro de 2020, teve a participação do público, em número reduzido por conta da pandemia, no Espaço Rio Amazonas, onde fica a exposição “Os Filhos da Nossa Terra” sob uma cúpula confeccionada em fibra de arumã e com estátuas assinadas pelo artista plástico Felipe Lettersten, numa homenagem a povos distintos do continente americano. Conforme o cantor, a gravação cumpriu todos os protocolos de segurança em prevenção a Covid-19, como distanciamento social, uso obrigatório de máscaras e totens de álcool em gel em pontos estratégicos. “Foi o nosso único show com público desde o início da pandemia e entendemos que temos a responsabilidade de não estimular aglomerações....

Leia Mais