Polaca

polaca

Dez homens lhe pediram em casamento

Nem sequer completara vinte anos

Dez homens sinceros e atirados

Já caíram de quatro

Arrebatadora, provocante, sensual

Surreal – feitos os encantos do Chagall

Passei ao lado – disse oi

Nunca disse tchau

Enamorei – dancei – cantei

Estive com ela em noites escuras

Chuvosas, dessas que levam os rastros

Tiram o sossego. Sem apego.

Apenas o desejo separado de mim

No mês de abril daquele ano

Ensopado no largo –

Sem jeito – disse assim;

Caso contigo agora

Vejo o padre logo ali.

Nas contas dela fui o décimo

Nas minhas não interessa

Só sei que não foi por pressa

Foi um sim – sem promessas.

   
Bruno Marzzo

Author: Bruno Marzzo

Alguém que colheu tudo que plantou. Mas não plantou tudo que colheu! Não entendeu? Relaxa, isso não fará a menor diferença por enquanto! Site: http://brunomarzzo.blogspot.com.br/

Share This Post On
468 ad