No duelo entre o Emprego Vs Filhos, quem ganha?

11880822_874368535933828_2108307463_n Antes de ser mamãe ouvi alguns relatos de que na maternidade tocar projetos pessoais se torna uma tarefa quase impossível, que a criança durante um bom tempo toma conta de boa parte da sua vida e que no fim do dia você só quer dormir. De fato uma criança não é brincadeira, a criação, a participação a interação e principalmente o apego do seu filho fazem com que você queira estar ao lado dele 24 horas por dia, mas em mim também causou outras mudanças. Como uma pessoa hiperativa e criativa sempre tive várias ideias inovadoras e mirabolantes, sempre tive aquele habito de achar que podia fazer qualquer coisa que quisesse e podia aprender sozinha o que quer que fosse, e de fato era, a maioria das coisas que sei eu aprendi sozinha, mas me faltava algo, algo que me empurrasse pra frente, algo que me fizesse querer tirar os projetos da gaveta e ir a frente. Quando engravidei pensei, poxa ainda sou tão nova, tantas coisas a realizar, tantas coisas que nunca saíram do papel e que provavelmente ficarão lá por muito mais tempo. A verdade é que tudo aconteceu ao contrário, em uma gravidez tão atípica essa situação não poderia passar batido. Eu não saberia explicar ao certo o que foi, mas algo chaviou dentro de mim, um estalo que me fez querer criar, realizar tudo que sempre quis. Luna trouxe vida pra minha vida, trouxe sabor, cor, luz, me fez querer ser tudo, potencializou ao máximo todas as minhas qualidades e habilidades. Pra uma pessoa que sempre foi indecisa com o que fazer da vida, hoje eu sou ainda mais, se antes eu achava que podia querer uma profissão, um hobbie e um sonho, hoje eu quero transformar todos os meus sonhos em profissão. Fotografia, Arquitetura, Design, Escrita... tudo que eu sempre aspirei como arte, como algo que eu faria com amor, mas que eram projetos que ficavam apenas na vontade hoje eu estou trazendo a tona. É difícil? É! As mamães sabem que muitas das vezes temos que dar uma de super heroínas, que cuidar de casa, filhos não é tarefa nada fácil e na maioria das vezes nos colocamos em ultimo lugar, deixamos que nossas realizações pessoais fiquem em segundo plano. Mas também é unanime a ideia de que um filho pode trazer grandes inspirações, grandes sonhos, grandes oportunidades de projetos. Talvez hoje mais que ontem as mulheres estão se propondo a por seus sonhos em prática depois da maternidade, maximizando suas habilidades e as transformando em grandes negócios. Outro dia fomos ao Sebrae e conversamos com a gerente de atendimento e ela nos falou algo que não sai da minha cabeça “ser mãe já é um ato de empreendedorismo, todas as qualidades que um bom empreendedor deve ter são características comuns na maternidade”. Depois de ouvir isso como deixar os planos passarem? Como pensar que não somos capazes de por nosso negócio a frente se já possuímos todas os requisitos do empreendedorismo? O Curtindo a Vida a Três e o Decor&Saltiado são alguns dos meus projetos, projetos que só saíram da gaveta depois de eu me tornar mãe, vocês podem me acompanhar por lá também, agora eu quero que vocês deixem aí nos comentários o que inspira vocês, o que a maternidade/paternidade mudou nesse questão e o que falta pra ser posto em prática. Quem sabe consigamos nos ajudar! Beijos e até a próxima.
Denise Cardoso

Author: Denise Cardoso

Estudante de arquitetura, mãe da Luna e dona do blog Curtindo a Vida a Três.

Share This Post On
468 ad