Naturalismo é tema de debates, palestras e cinema nesta semana

Bem! Hoje no Cineclube Canoa, vamos ter sessão extra sobre filmes naturistas, então venha conhecer o que seja um cineclube.

 

15.10. sessão 34 – Tema: O mundo que encontra-se longe de nós.

Filme: A falta que me faz – dir. Marília Rocha (BR., Doc.; 2019, 85 min.)

Sinopse: Em uma cidade rodeada pela Cordilheira do Espinhaço, quatro meninas vivem o final de sua adolescência. Durante a semana elas vivem dias de amizade, angústias e contradições, sendo que nos finais de semana se encontram nas festas de forró locais.

 

16.10. sessão 35 – Sessão (extra).

Tema: História do naturalismo.

Palestrante: Jorge Bandeira.

Filme: A nativa solitária. (1958, Doc.; ES.; 40 min.)

Sinopse: No documentário, homens e mulheres dançam e brincam nus na Ilha do Sol, o primeiro clube naturista brasileiro. A biografia “Luz del Fuego: A Bailarina do Povo”, escrita por Cristina Agostinho, Branca de Paula e Maria do Carmo Brandão,relata que o local tinha registro na Federação Internacional Naturalista da Alemanha e alcançou, em sua fase áurea, a marca de 240 sócios pagantes. Dentre eles governadores, ministros, militares de alta patente, milionários, estrelas do cinema e turistas de todo o mundo, que só podiam permanecer na ilha se estivessem completamente sem roupa.

 

17.10. sessão – 36 – Sessão extra cineclubista.

Tema: Naturalismo no Amazonas.

Palestrante: Jorge Bandeira.

Filme: Vidas diversas

Sinopse: Filme vinculado a sessão especial sobre Naturalismo na Amazônia, com registros e debates sobre como o naturalismo é pensando dentro do Estado do Amazonas.

 

Colaboração: Darlan Guedes

 

Redação

Author: Redação

Share This Post On
468 ad