Literalmente um Lixo!

Quem vê elenco reconhecido por seus grandes trabalhos em cinema na capa de um filme, não pode se confiar que isso seja sinônimo de qualidade em seu roteiro e produção. Isso se aplica perfeita no filme que literalmente é um LIXO, Trash: A Esperança Vem Do Lixo, um dos piores filmes que já vi na vida, do tipo que você sabe, já no meio dele, que se trata de uma porcaria, mas fica esperando a hora dele ganhar algum sentido ou rumo que o torne no mínimo digno do investimento e dos atores envolvidos nele. Martin Sheen, Wagner Moura, Selton Melo me provaram que por traz e dentro de todo grande ator, há um perfeito e grande hipócrita cínico que antes de valorizar a arte e predicativo em uma proposta cinematográfica onde atuará, os cifrões, a grana, o cachê fala mais alto, a ponto de se conseguir usar a batida formula de cinema brasileira: ambiente de favela, política corrupta e banditismo policial, da maneira mais patética, ridícula e deprimente do que se poderia imaginar. Isso me levou a ponderar de quantas produções em cinema de real valor precisando de recursos, por não saber “o caminho das pedras”, leia-se, saber fazer looby, acabam não saindo do papel, enquanto Lixos recebem grana pesada. VIVA O CINE TRASH BRASILEIRO!!!!

Trash-A-Esperança-vem-do-Lixo_Experimento-42

Author: Daniel Fredson

Share This Post On
468 ad