Professora Martha Falcão – O rastro da semeadora
set14

Professora Martha Falcão – O rastro da semeadora

Fecho os olhos e imagino uma alameda cortando um enorme pomar de árvores frutíferas. A professora Martha Falcão passa seguindo seu caminho para outra vida e deixa um rastro verde de esperança. Durante sua jornada a grande mestra abraçou um compromisso desafiador: plantar o amor pela natureza e pela educação, trabalhar e pesquisar, fazer seus projetos florescerem e darem frutos. Foi uma mulher à frente do seu tempo, desde a década de 70 – tempo em que ainda não se falava em ecologia – já semeava essa ideia na prática, e com uma preocupação a mais: frutificar para dar de comer a quem tem fome. Sua trajetória tem um enfoque sustentável e social, homem e natureza são igualmente importantes e caminham lado a lado. Ela foi uma pesquisadora de campo, não se limitou apenas à vida acadêmica, laboratórios e experimentos. Seu grande amor era a vida – a natureza e o ser humano. Humana, foi isso que ela escolheu ser. Como prova de humanidade, dedicou-se à melhor maneira de mudar o mundo: estudar e educar. A menina pobre entregou-se aos estudos para ser gente, e como gente, abraçou o ofício da educação para mudar o mundo. Martha Falcão foi gente que inspira. Uma de suas belas inspirações veio da filha Nelly, ao homenageá-la dando seu nome ao Colégio Martha Falcão. O desafio de plantar educação e cultivar sabedoria da mãe foi abraçado também pela filha. Seguindo os passos, e de mãos dadas com a matriarca, o compromisso desafiador ganhou rumo certo e seguiu firme em suas metas, sem nunca desviar da missão da patrona: formar cidadãos completos, de bem, com valores intelectuais, morais, ecológicos e espirituais. Martha Falcão e Nossa Senhora Auxiliadora Foi Ela quem tudo fez – Dom Bosco Ao escolher o Colégio Martha Falcão para minhas filhas, tomei como referência o Colégio Nossa Senhora Auxiliadora– onde estudei por todo o período escolar. Eu tive a benção de ser educada pelas Filhas de Maria Auxiliadora, de ter um modelo em quem me espelhar, e queria essa sorte também para as minhas meninas. Encontrei um paralelo entre as duas escolas, comprometidas em formar cidadãos completos, não apenas intelectuais, mas pessoas emocionalmente equilibradas, gente de bem. O bem! As principais características da professora Martha eram a humildade, simplicidade, bondade e o desejo de transformar o mundo. Ela dizia, temos que plantar sementes porque com elas plantamos a vida. Plantar árvores, educação integral e fazer o bem – a mesma filosofia presente nas duas escolas. A frase de Dom Bosco ganhou duplo sentido adequando-se às duas patronas. Foi através do nome Martha Falcão, da história da família, do trabalho comprometido das...

Leia Mais
Amazonense será coroada Miss Brasil Fashionista Juvenil Tour 2016
ago23

Amazonense será coroada Miss Brasil Fashionista Juvenil Tour 2016

A ‘Miss Amazonas Fashionista Juvenil Tour 2016’, Maria Fernanda Oliveira, de 9 anos, foi a escolhida para ser coroada como ‘Miss Brasil Fashionista Juvenil Tour 2016’, durante o evento de moda ‘Beleza Fashion Brasil’, que agitará as passarelas e contará com as presenças de misses do Brasil inteiro, no próximo dia 27 de agosto (sábado), na cidade de Campo Grande - MS. O Beleza Fashion Brasil que é organizado pela coordenadora nacional do concurso de beleza e top models, Edenir Vaz é a maior seleção de modelos e misses do Brasil, com etapas internacionais, no qual serão coroadas e aclamadas concorrentes de todo o país. O evento de moda autoral terá diversas atividades para os participantes, como palestras, workshops, intensa programação minicultural, além dos tão esperados desfiles e concursos. “Este ano foi criado um novo título: o Miss Brasil Fashionista, que vai muito além das passarelas, pois traz em sua concepção, toda uma ideologia de ser vitrine para novos talentos”, explica Edenir Vaz, criadora do concurso. A conquista da representante do Amazonas, Maria Fernanda Oliveira como ‘Miss Brasil Fashionista Juvenil Tour 2016’ aconteceu através de seletiva com a participação de crianças de todo o Brasil. “Foram realizados testes de passarela, fotogenia, simpatia e talento. O processo seletivo foi concluído e culminou com a coroação de Maria Fernanda, que já recebeu o título de ‘Miss Amazonas Fashionista Tour 2016’”, complementa Edenir Vaz. A estrela fashion amazonense, Maria Fernanda, estudante, de 9 anos é uma Miss engajada com a missão de divulgar os principais pontos turísticos de todo o Brasil, principalmente aqui do Amazonas.  “Maria Fernanda sempre gostou deste universo da moda, de se produzir, de estar entre presente em eventos e ficar conectada com o mundo dos seus ídolos. Ela também gosta muito de passear e tirar fotos, o que a fez ficar conhecida por suas postagens sobre pontos turísticos que visita”, revela a mãe da miss, Tatiane Oliveira. Ainda segundo a fã nº1 de Maria Fernanda, “ela é uma criança vaidosa, que gosta de se divertir muito, de estudar, tendo ótimas notas no boletim escolar, gosta de dançar, de fazer ginástica, e sempre fica procurando algo a mais”, completa Tatiane. Assim, o Amazonas será representado internacionalmente, com a escolha de Maria Fernanda de Oliveira, ‘Miss Amazonas Fashionista Tour 2016’, para ser coroada como “Miss Brasil Fashionista Tour 2016”, em Campo Grande. Maria Fernanda Nome: Maria Fernanda de Oliveira Bandeira Naturalidade: Manaus -  Amazonas Mora: Manaus Idade: 9 anos Pais: Aparício Bandeira Neto e Tatiane Batista de Oliveira Signo: Touro Música: Sorry Cor: roxo O que gosta de assistir: Cúmplices de um resgate. Comida favorita: saladas e sushi Viagem dos sonhos: Disney Resuma a Miss em uma palavra: feliz....

Leia Mais
DJ Raul Mota é um dos destaques da festa On The Groove
abr08

DJ Raul Mota é um dos destaques da festa On The Groove

Consagrado na cena eletrônica manauara, o DJ e produtor musical Raul Mota reforça o time de atrações que comandará a festa "On The Groove", nesta sexta-feira, dia 8, a partir das 22h, no Café no Ar, localizado na Rua Rio Purus, 458, no Conjunto Vieiralves. Com 31 anos de idade e 12 de carreira, Raul agitará a pista com um set variado. O DJ pretende mesclar techno, house music e deep house, além de abusar do embalo do groove, que é a proposta musical da festa. “Sempre gosto de observar a resposta que surge do público que está curtindo na pista. Com certeza, vai ter de tudo”, afirmou o amazonense, que já se apresentou em grandes festivais pelo Brasil e até no exterior, como o Sonica Dance Festival, na Itália, e o Arkana, no Peru. Raul Mota ainda divide o line-up do "On The Groove" com o irmão, o DJ Diegus Mota. “É sempre muito bacana dividir as pick-ups com o meu irmão. Compartilhamos a paixão pela música eletrônica desde cedo. Dessa vez, nos apresentaremos em horários diferentes, mas com certeza será uma grande festa”, concluiu. O evento ainda terá a apresentação dos DJs Alonso, Korea e Minkin. Para participar, é necessário enviar o nome completo para ser inserido na lista de convidados através de mensagem para o número (92) 99278-4950. O valor do ingresso é R$ 20 com nome na lista e R$ 40 para quem não entrar na...

Leia Mais
Amazonense Rudson Mateus vence Brasileiro de Submission em RJ
out27

Amazonense Rudson Mateus vence Brasileiro de Submission em RJ

O lutador amazonense Rudson Mateus Sarmento Teles subiu mais um degrau em sua vitoriosa carreira na arte suave. Neste sábado, o faixa marrom da Caio Terra Association (Estados Unidos) venceu o Campeonato Brasileiro de Jiu-Jítsu Sem Kimono 2015 (No Gi), no Clube Haddock Lobo, no bairro da Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro. O atleta de 20 anos revelado no município de Manacapuru (a 84 quilômetros de Manaus) faturou a medalha de ouro ao obter quatro vitórias na categoria pesado (até 91 kg). “Foi um campeonato de alto nível técnico, com a participação de grandes atletas, mas treinei muito. Estava bastante focado e consegui impor meu jogo. Foi minha estreia numa competição sem kimono e estou feliz pelo título inédito”, analisou o campeão. Um dos maiores do mundo Rudson Mateus é um dos mais promissores lutadores do jiu-jítsu internacional na atualidade. Melhor faixa azul do mundo em 2013, ele também foi eleito este ano o melhor faixa roxa do planeta na categoria meio-pesado. Desde junho, o amazonense é faixa marrom e já vem despontando nos principais campeonatos. “Estou num processo de transição de categoria, pois estou saindo do  meio-pesado para lutar no pesado. A meta é manter os bons resultados na faixa marrom e no ano que vem pegar a faixa preta e lutar por novas conquistas no Brasileiro, no Pan, no Europeu e no Mundial”, afirmou Rudson. Base nos Estados Unidos O Menino de Ouro de Manacapuru atualmente representa a academia Caio Terra Jiu-Jítsu Association, que fica na cidade de San Jose, na Califórnia. Rudson Mateus recebe apoio da Prefeitura de Manacapuru, da deputada estadual Alessandra Campêlo (PCdoB-AM), da Maximus Benefícios (RJ), da OSS Gear (kimonos, EUA) e Emanuel Sports & Marketing (assessoria de imprensa)....

Leia Mais
A Viagem Eterna
out25

A Viagem Eterna

Acostumado com a solidão das “matas virgens de Tabatinga”, Josué Grandes traz no rosto e nas memórias uma típica vivência amazônica marcada pelo isolamento geográfico e social. Sentado em um bar no Centro de Manaus, na companhia de um ex-Paraquedista do Exército Do extraordinário milagroso ao macabro repetente. Conheci vários nessa mesma situação. Por tanto nada que me fizesse chorar. “Ei Bruno, senta aqui e toma uma cerveja com a gente!”. Ainda estava com a máquina fotográfica na mão quando ouvi o primeiro convite. Somente  após observar melhor o ambiente ao redor sentei à mesa com eles. Sem pestanejar o colega paraquedista logo revelou. “Esse cara ai acabou de chegar de Tabatinga. Sozinho no mundo. Ontem ele dormiu lá em casa. Mas hoje não vai dar”, dizia com pesar ao enfatizar que morava na casa da sogra. Nesse instante observei pela primeira vez o rapaz e fui mais fundo na minha empatia como Josué. Lembrei-me do meu Avô que desembarcou em Manaus na década de 1950 em uma situação muito parecida, proveniente de Benjamin Constant. Com palavras de apoio tentava animar o rapaz. Queria deixa-lo mais a vontade e fazer daquele breve momento uma oportunidade para compartilhar minha insólita experiência de vida. Tinha boa vontade. Fiquei por ali e no final sai ainda mais impressionado com a destreza e resignação de Josué que mostrava as marcas no seu corpo de quando trabalhava vendendo madeira no interior de Tabatinga. “Já fiz de tudo no meio do mato. Mas sabia que por ali não conseguiria nada melhor. Minha mãe morreu. Meu pai vive no Peru. Vim tentar a sorte em Manaus”, disse o rapaz que estudou somente até o primeiro ano do ensino-médio. Bem ao lado todos os seus pertences fabricados na China. A mochila pequena, um par de tênis em uma sacola plástica e, só. Perguntei: Onde tu vais dormis hoje? Ele disse não saber. A mulher que vende sanduiche e panqueca tentava explicar com detalhes tudo o que sabia sobre o centro. “Por ali por baixo perto da Matriz é muito perigoso. Não vai moscar* por ali. Tem que ficar ligado!”. Perguntei há quanto tempo ele estava em Manaus. - Uma semana! E o que tem feito? O que faz para ganhar dinheiro? - Vendo água no sinal! As respostas eram secas e o olhar grosso parecia um mingau de milho com  canela. A conversa não fluía. Seguia em frente com silêncios e muita introspecção. Quando um maluco passava com a camisa preta, todo descabelado e aquela cara from hell,  Josué se mostrava um pouco inquieto e ansioso. “Cara, só no tempo que estou aqui já vi  e aprendi um monte de coisas”,...

Leia Mais
Toda Bossa de Os Tucumanus e o trio Samambá
ago06

Toda Bossa de Os Tucumanus e o trio Samambá

  Para quem espera novidade na noite, aí vai uma dica valiosa e hoje mesmo pode ter a chance de conferir de perto. Com Toda Bossa, a moçada da banda Os Tucumanus vai tocar no Estação Cultural Arte Fato (rua Dez de Julho, Centro). No mesmo palco, é a vez da estreia da Samambá, um trio musical que promete encher os corações dos roqueiros. O couvert artístico é R$10 por pessoa, disponível na bilheteria da casa. A Samambá tem o swing no nome e a mistura de ritmos brasileiros como samba e bossa nova ao rock nacional e internacional, pontuado por Rap, reggae e blues faz da Samambá uma banda que vai bem além de um previsível samba rock. A banda é composta por Andrei Gomes (Voz e violão), Abner Canela (baixo) e Felipe Pereira (Bateria).O repertório dos caras é composto por músicas proprias e versões de Nando Reis, Céu, Los Hermanos, Jorge Ben, Paulinho Moska entre outros ídolos nacionais. As versões musicais da banda, feitas pelo cantor e compositor Andrei Gomes, são bem acompanhadas de referências como Manu Chao, Vinícius de Moraes & Baden Powell e Jorge Ben Jor, que se misturam com partes incidentais de canções de Ray Charles e Pink Floyd, o que resulta em uma experiência musical pop e dançante, inclusive nas composições da banda como “É assim”, “Samba pra você” e “Bossa”. O telefone de contato para shows é (92) 98117-7445.   OS TUCUMANUS Em setembtro deste ano completaremos 9 anos de estrada. A banda é capitaneada por Denilson Novo (guitarra) e Clóvis Rodrigues (vocal), sempre acompanhados de músicos que aceitam o desafio de investir em um trabalho autoral ou atendem o chamado da banda como free-lances. Além de Clovis e Denilson, a banda é tocada pelos músicos, Mário Ruy (baixo e voz), Matheus Simões (bateria e voz), Igor Brasil (percussão). Discografia * Regional Experimental (2007) - 11 faixas * Rumo à Via Láctea (2012) - 7 faixas O estilo é uma mistura só! É Rock? É Reggae? É funk? Beiradão? “Fusion”? Que som é esse? Eles dizem ser uma banda de “som regional experimental” (título do 1o disco lançado, em 2007). Mas a verdade dos fatos é que a identidade musical de OS TUCUMANUS é algo mutante. Algo que se apresenta de diferentes formas sem perder a sua essência composta de brasilidade, balanço e rock’n’roll. É enchente e é vazante. É a politica da consciência e do desdém. É criticidade e é “frescagem”. Trata-se de um ser autêntico, pávulo, idealista e inusitado. Se for perguntas ainda, que som fazem? A resposta é do tipo visceral. Do tipo que soma ritmos, batidas, instrumentos elétricos...

Leia Mais