Papa Francisco nomeia superintendente da FAS na Pontifícia Academia de Ciências Sociais do Vaticano
maio03

Papa Francisco nomeia superintendente da FAS na Pontifícia Academia de Ciências Sociais do Vaticano

O superintendente geral da Fundação Amazônia Sustentável (FAS) e engenheiro florestal, Virgilio Viana, foi oficialmente integrado à Pontifícia Academia de Ciências Sociais do Vaticano. A cerimônia aconteceu na última sexta-feira, dia 29 de abril, no Vaticano, localizado na Itália, que é a sede da Igreja Católica e residência oficial do papa. O evento foi realizado na simbólica Sala do Consistório, que fica no terceiro andar do Palácio Apostólico. É uma sala especial, decorada com afrescos e tapeçarias de mestres italianos, onde os papas tomam suas decisões com o colegiado de cardeais. Foi nesta sala que o Papa Bento XVI anunciou a sua renúncia aos cardeais. Virgilio Viana entra para a academia, que é um grupo de especialistas de confiança do papa, para dar conselhos sobre meio ambiente, mudanças climáticas e Amazônia – temas prioritários para o papa Francisco. “Foi um momento muito emocionante, considerando o carinho que o Papa Francisco me recebeu, expressando sua grande preocupação pelo futuro da Amazônia”, afirma Virgilio. “Ao receber a insígnia dada pelo Papa, senti um senso de responsabilidade renovada para contribuir com os grandes desafios da humanidade, num período marcado por guerras, desigualdades sociais crescentes, fake news e mudanças climáticas”. Sobre Virgilio Viana Virgilio Viana é engenheiro florestal e PhD em Biologia pela Universidade de Harvard, foi presidente da Sociedade Brasileira de Etnobiologia e Etnoecologia (SBEE) e, atualmente, é presidente da Associação Paulista de Engenheiros Florestais (APAEF) e membro da Comissão The Lancet COVID-19. Ele atua em defesa do meio ambiente e da Amazônia, já publicou diversos livros e artigos sobre temas relacionados a mudanças climáticas, manejo florestal e agroflorestal, entre outros. À frente da FAS, é responsável por uma série de projetos que transformam a vida de milhares de pessoas, principalmente de ribeirinhos e indígenas que vivem na Amazônia profunda. Sobre a FAS Fundada em 2008 e com sede em Manaus/AM, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) é uma organização da sociedade civil e sem fins lucrativos que dissemina e implementa conhecimentos sobre desenvolvimento sustentável, contribuindo para a conservação da Amazônia. A instituição atua com projetos voltados para educação, empreendedorismo, turismo sustentável, inovação, saúde e outras áreas prioritárias. Por meio da valorização da floresta em pé e de sua sociobiodiversidade, a FAS desenvolve trabalhos que promovem a melhoria da qualidade de vida de comunidades ribeirinhas, indígenas e periféricas da Amazônia. Créditos das imagens: Gabriella...

Leia Mais
“Desapegou, Pegou AM – edição de Páscoa amanhã no Clube da Caixa
abr01

“Desapegou, Pegou AM – edição de Páscoa amanhã no Clube da Caixa

Desapegos de roupas, acessórios, sapatos e muito mais. Desapegar e reutilizar produtos usados virou moda! E aqui em Manaus, o bazar “Desapegou, Pegou AM” já é referência neste assunto, tanto para quem quer vender produtos, quanto para quem quer comprar com preços bem especiais! E neste sábado (02 de abril), acontecerá a 13ª edição com tema Páscoa, no salão Ephigênio Festas, do Clube da Caixa, localizado na Av. Ephigênio Sales, 1005, próximo ao Empório DB, que funcionará de 10h às 18h, em local com segurança, ambiente climatizado e estacionamento privativo. O “Desapegou, Pegou AM” contará com a participação de mais de 30 expositores locais, que estarão oferecendo produtos babys, kids, teens e adulto, masculinos e femininos, com preços bem especiais, para garantir a compra e o ciclo de reutilização destes itens, contribuindo para um mundo mais sustentável e econômico. Para quem quiser ser expositor de produtos na 13ª edição do Desapegou, Pegou AM, ainda há vagas para stands. Para reserva de espaço entrar em contato pelo fone: 92 98816 5251 ou pelo Instagram:...

Leia Mais
Ygor Saunier lança ‘Amazon Drumming’ dia 16 de dezembro
dez09

Ygor Saunier lança ‘Amazon Drumming’ dia 16 de dezembro

Pela primeira vez, os ritmos musicais da Amazônia estarão reunidos em um método de ensino para a bateria. Após o sucesso de “Tambores da Amazônia: Ritmos musicais do Norte do Brasil” (Edições BASA, 2015) seu primeiro livro, o músico e pesquisador amazonense Ygor Saunier anuncia o lançamento de “Amazon Drumming” no dia 16 de Dezembro, às 21h00, Horário de Brasília, com transmissão ao vivo pelo seu canal no Youtube. www.youtube.com/watch?v=4nQd0av4hOM A ideia de fazer um livro tão segmentado existe desde quando Saunier iniciou suas pesquisas com os ritmos musicais da Amazônia há pouco mais de uma década, em um programa de iniciação científica do CNPq durante sua graduação em Licenciatura em Música na Universidade Federal do Amazonas (UFAM). No entanto, a escassez de títulos que abordassem a rítmica das manifestações musicais amazônicas, o levou a produzir o seu primeiro livro “Tambores da Amazônia”, que traz uma abordagem interdisciplinar e acessível a não músicos, pois além de falar sobre a rítmica e os instrumentos de percussão de oito manifestações musicais amazônicas, também contempla questões antropológicas e historiográficas. “Amazon Drumming” é uma obra voltada, especialmente para bateristas, e foi desenvolvido em colaboração com o também baterista, compositor e educador Maurício Zottarelli, natural do estado de São Paulo e radicado em Nova York. Zottarelli é formado na Berklee College of Music de Boston e é também um artista com indicações ao Grammy Awards, sendo considerado um baterista “excelente”, “dinâmico” e “extraordinário” por muitas publicações musicais de prestígio em todo o mundo, como as revistas JazzTimes e Downbeat. O livro será disponibilizado gratuitamente em formato e-book a partir de 16 de dezembro no site da Biblioteca Virtual do Estado do Amazonas. Com um total de 114 páginas, traz um capítulo de abertura direcionando para estudos técnicos e outros dez capítulos, cada um correspondente a um ritmo musical: Carimbó, Boi-bumbá de Parintins, Marambiré, Beiradão do Amazonas, Ciranda de Manacapuru, Gambá de Maués, Marabaixo, Marujada de Bragança, Zouk e Batuque do Curiaú. Por se tratar também de um projeto bilíngue, o lançamento da versão em língua inglesa é previsto para o final de julho de 2022.  A obra é dedicada a Waldo Mafra, o Mestre Barrô, do Gambá de Maués – mestre de cultura popular, pesquisador e museólogo – que era de tio Ygor e faleceu em agosto deste ano (2021)  acometido por um câncer. A cantora amazonense e pesquisadora em Ecomusicologia, Karine Aguiar é quem assina a organização e edição da obra. A identidade visual e a diagramação do projeto são de Adyel Vieira. O projeto é financiado integralmente com recursos da Lei Aldir Blanc, através do Prêmio Feliciano Lana promovido pela Secretaria de...

Leia Mais
Lalá
nov29

Lalá

Há dias que os infortúnios da vida estão mais perto de mim e sigo firme olhando para frente impondo minha vontade as “pedras” postas no percurso, mas hoje cedo soube da despedida desnecessária do Lavosier Franco, amigo de longa data, me deixando frágil e cético para com as coisas do mundo, fiquei olhando o café na xícara e pensando o quanto somos insuportáveis, o quanto somos amáveis e não nos percebemos na volição dos dias… Lavosier era um artista do Rock, de temperamento firme e sincero com os amigos. Professor de formação e cantor de ofício… Não acreditava que isso realmente havia acontecido e fui ao velório, pedalava lentamente, talvez com a vontade de não chegar na funerária Canaã, os prédios queriam me falar alguma coisa, mas eu virava o rosto e pedalava mais lento ainda, ao chegar na rua Silva Ramos uma praça gritou e ouvi “toca Raul!”, segui firme evitando os olhares do concreto e lembrando dos encontros que tivemos nas noites, nos dias, na TV Ufam gravando seu especial, nos sonhos que teimávamos em reanimá-los e no nosso último encontro na quarta-feira, onde nos abraçamos e ele me pediu para produzir 2 eventos com ele, coisa que aceitei de imediato. Cheguei ao velório e outros amigos já estavam lá, falei com sua mãe e esposa e finalmente comprovei a verdade da notícia…ele se foi e tornei a chorar… voltei para casa depressa, vim fazer o almoço e me conectar com os sobreviventes… semana passada foi o Emanuel e agora o Lalá… se der tudo certo tomo um porre hoje em algum lugar que se possa ouvir Raul Seixas. Dedico este ao meu querido amigo Lavosier Franco, irmão de Pierre e Robson, a quem o sinal fechou cedo...

Leia Mais
O Lixo Transformado Em Arte celebra 18 anos do grupo Curumim na Lata
set29

O Lixo Transformado Em Arte celebra 18 anos do grupo Curumim na Lata

O curta-documentário O Lixo Transformado em Arte. O Lixo Transformado em Arte é um curta-documentário de 15 minutos sobre o grupo de percussão alternativa Curumim na Lata, que celebra 18 anos de existência transformando e educando pais e alunos no Centro de Artes e Educação (CMAE) Anibal Beça, zona Leste de Manaus, com ensino pautado em música e meio ambiente. Grupo de Percussão alternativa Curumim na Lata. No curta somos inseridos no bairro de São José Operário em uma aula de estudo sonoro do professor e idealizador Rámon Carlos Torres Valdez, venezuelano, que conta os anos de história do grupo e o processo de transformação, não só aplicada a reutilização de materiais descartados como instrumentos alternativos, mas, das crianças, jovens e famílias que frequentam o centro de artes do bairro para boas práticas de cidadania. Este material inédito será exibido no Espaço ECAM, Manauara Shopping – Av. Mario Ypiranga, 1300 – no dia 08/10 às 10h30, data que será realizada a exposição “Curumim na Lata: 18 anos de história, música e sustentabilidade” uma realização do CMAE Anibal Beça e Oca do Conhecimento Ambiental (SEMED). O curta foi contemplado pela Lei Aldir Blanc 2020 por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Amazonas. Ficha Técnica: Produção: Picote Produções Direção e fotografia: André Cunha Roteiro: André Cunha e Isabelly Maria Montagem e edição: André Cunha Captação e desenho de som: Lucas...

Leia Mais
Lançamento do Aplicativo Lady Driver em Manaus
ago17

Lançamento do Aplicativo Lady Driver em Manaus

Hoje (17), às 18h, o Casarão da Inovação Cassina, localizado no Centro, abrirá suas portas para o lançamento do Lady Driver, aplicativo de transporte individual de passageiros feito exclusivamente por motoristas mulheres e para atender mulheres. O lançamento tem apoio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e terá a presença da CEO & Founder da startup Lady Driver, Gabryella Corrêa. O objetivo da plataforma é garantir oportunidade para mulheres que têm perfil empreendedor, beneficiando tanto as condutoras, que podem ganhar dinheiro dirigindo com segurança, quanto para as passageiras que finalmente podem ter um transporte no qual podem confiar. Com o lema “inspirado por mulheres para mulheres”, a plataforma foi implantada no Brasil em 2017 e, atualmente, está instalada em sete capitais do país, chegando agora em Manaus. As motoristas vão desde estudantes desempregadas até senhoras aposentadas que precisam complementar a renda. Serviço DATA: 17 de agosto (terça-feira) HORA: 18h LOCAL: Casarão da Inovação Cassina, End: Rua Bernardo Ramos e, R. Gov. Vitório – Centro CONTATO: Nicole Amorim – (92)...

Leia Mais