A espera

457298_584102078283259_1045091923_o

Na imagem acima fui flagrado, pelas lentes da querida amiga Karina Miyashiro, contemplando o último nascer do sol do ano de 2012. Ainda estava escuro quando o nosso grupo, de aproximadamente 15 pessoas, encarou aproximadamente uma hora de caminhada pela mata naquela madrugada com destino ao cume da Montanha Encantada, em Garopaba-SC.

A lua cheia ainda iluminava a trilha quando começamos a caminhar. Chegamos ao topo bem cansados, compartilhamos água e algumas frutas e só nos restava esperar. E como valeu a pena. O nascer do sol foi belíssimo. Os raios de luz davam cor e forma aos lagos de Garopaba, conseguíamos avistar o oceano e para completar o cenário ainda havia a lua cheia presente no céu e um lindo arco-íris, dá para acreditar? Foi realmente uma manhã encantada.

No caso relatado acima a espera foi algo extremamente agradável pelo simples fato de estarmos ali. O que nos motivava era uma natureza de energia bem especial.

Momentos especiais sempre são assim, não é mesmo? Trazem-nos sensações diferentes, percepções de coisas simples que muitas vezes passam desapercebidas quando estamos mergulhados em questões do dia a dia que nada parecem ter de especial. Aí vem a espera da fila do banco, do caixa do supermercado, da vez no consultório médico, da vaga no estacionamento, do ônibus no terminal, da encomenda que não chega, do semáforo que não abre etc.

A espera em determinados casos é inevitável, mas o modo como esperamos faz toda a diferença.

Hoje eu estava a espera de algo que me inspirasse. E nisso fui conversando com amigos sobre o texto de ontem até que uma querida amiga, Ana Claudia, compartilhou comigo a letra de uma música que lhe foi inspirada e também me inspirou.

A letra carregava em si valores de humildade, conhecimento e harmonia em todos os sentidos. Uma verdadeira bênção.

Aí pensei: o que nos distancia tanto de nos permitir viver mais intensamente algo que nos faz tão bem? Por que não levamos conosco a energia de momentos tão sublimes para ao menos tentar suavizar as dificuldades a serem enfrentadas que fazem parte de nossas vidas?

De quantos sinais, experiências encantadas, momentos e acontecimentos especiais necessitamos para despertar novas sensibilidades e novos olhares para as mesmas questões? O que esperamos da vida e o que será que a vida espera de nós quando nos apresenta tantas oportunidades para o nosso crescimento?

A espera existe, de todos os lados. Surpreender-se ou frustrar-se, vai da escolha de cada um.

Author: Denilson Novo

Músico, publicitário e posta diariamente às 11h11 no blog Bruta Inspiração.

Share This Post On
468 ad